PUB
Recheio 2024 Profissional

Norte e AMP lideram no empreendedorismo e inovação social

Norte e AMP lideram no empreendedorismo e inovação social

PUBLICIDADE - CONTINUE A LEITURA A SEGUIR
A Região Norte e Área Metropolitana do Porto (AMP) estão na liderança do empreendedorismo e inovação social, disse esta terça-feira a ministra da Presidência e Modernização Administrativa, Maria Manuel Leitão Marques, no encerramento do IV Fórum de Empreendedorismo Social AMP2020.

Numa comunicação, citada pela Lusa, em que partilhou os resultados do ano de trabalho do investimento do programa Portugal Inovação Social, considerou-os “animadores e que revelam que a região Norte está muito mobilizada na dinamização de projetos e na captação das verbas disponibilizadas”.
“Do programa Capacitação, e chegados ao final do primeiro aviso, em junho, encerrámos com 168 candidaturas e uma procura de financiamento de 7,8 milhões de euros que excede em larga medida a verba disponível”, revelou a ministra, destacando que dos projetos apresentados “48% são da Região Norte e 18% da AMP”.
Divulgando estarem “já a trabalhar na abertura de um novo aviso, o mais rapidamente possível, para dar resposta a este excesso de procura e de novas iniciativas que sejam candidatadas”, Maria Manuel Leitão Marques falou depois das Parcerias para o Impacto.
“Aqui, foram já aprovados 37 projetos, no total de sete milhões de euros, sendo que 31 são oriundos da AMP”, disse, reconhecendo em seguida que no concerne aos Títulos de Impacto Social, enquanto terceiro instrumento de financiamento, “os resultados não foram o pretendido”.
Considerando que é o instrumento “mais inovador mas também mais complexo do programa”, a ministra informou que foram “aprovadas três candidaturas, num total de 1,5ME de financiamento público, sendo que duas, mais uma vez, com origem na AMP”.
“Olhando para os números que mencionei e os muitos e bons projetos que hoje aqui foram apresentados temos de reconhecer que esta região e a área metropolitana estão em Portugal na liderança do empreendedorismo e inovação social”, frisou a governante com a pasta da Modernização Administrativa.
Apelando aos presentes para que “sejam criativos, que inovem, arrisquem e que, procurando novas soluções, vençam o impossível”, considerou que as “fronteiras entre a inovação social e a inovação sector público são praticamente inexistentes”.
“A organização da nossa sociedade não favorece o espírito de comunidade pelo que temos de saber reinventar e reconstruir em ambiente urbano”, disse a ministra no lançamento de um conjunto de projetos de inclusão, empreendedorismo, apoio social e de emprego e autoemprego, que escolheu como “bons exemplos”.
Maria Manuel Leitão Marques apelou ainda para o desenvolvimento dos municípios na “construção de um bom ecossistema” e terminou a desejar que o fórum em que discursou “tenha um impacto não só nacional, mas também ao nível ibérico, europeu e global”.
“Que os bons exemplos nascidos em Portugal não sejam apenas exportados, mas também replicados à escala nacional”, disse.

PUBLICIDADE

PUB
PD-Bairro Feliz