Philips

Norte com evolução “muito estabilizada” da pandemia

Norte com evolução “muito estabilizada” da pandemia

Mais de 15 dias depois da realização da final da Liga dos Campeões, que, recearam os portugueses, e sobretudo os portuenses, poderia ter trazido um aumento do número de casos de covid-19 à região Norte, a evolução da pandemia tem estado “muito estabilizada”.

A informação foi avançada por Óscar Felgueiras, especialista em epidemiologia da Universidade do Porto. “No Norte, a incidência tem estado relativamente estabilizada, com 60 casos por 100 mil habitantes durante o último mês e meio”, referiu.

De acordo com o também matemático, não houve “evidência de qualquer impacto” da evolução da pandemia devido à final da Liga dos Campeões, que decorreu a 29 de maio, no Estádio do Dragão.

Óscar Felgueiras indicou que existiram “casos detetados”, mas que deveriam ter funcionado “como bolha”, não se alastrando aos portugueses.

Apesar da estabilização registada na região Norte, Portugal contabilizou esta terça-feira um número significativo de novos casos. O último boletim epidemiológico da Direção-Geral de Saúde (DGS) dá conta de 973 novos casos, o número mais elevado desde o princípio de março. Registaram-se ainda mais dois óbitos devido à covid-19.

PUB
www.pingodoce.pt/pingodoce-institucional/revista-sabe-bem/diga-ola-ao-verao-com-a-sabe-bem/?utm_source=cm&utm_medium=banner&utm_term=leaderboardmobile&utm_content=sabebem&utm_campaign=sabebem