PUB
Recheio 2024 Institucional

Museu-vivo “Conservas Pinhais Factory Tour” inaugura em Matosinhos

Museu-vivo “Conservas Pinhais Factory Tour” inaugura em Matosinhos

O município de Matosinhos dispõe, desde o final do mês de outubro, de um museu-vivo pioneiro na indústria conserveira. Intitulado “Conservas Pinhais Factory Tour”, o equipamento nasceu pela mão da conserveira centenária Pinhais com o objetivo de “perpetuar o legado desta indústria viva”, de dar a conhecer todo o seu “o património material e imaterial” e “salvaguardar e valorizar a sua memória”.

Localizado na fábrica da Pinhais, na Avenida Menéres, o projeto, que conta com o apoio da Câmara Municipal de Matosinhos, representa uma aposta única no panorama do turismo nacional e internacional, que proporcionará uma “verdadeira experiência imersiva sobre todas as fases do método de produção tradicional, que se mantém inalterado desde 1920”, asseguram os promotores.

Além de descobrir a fábrica e o seu espólio, cada visitante é convidado a embrulhar a sua própria lata, usando as técnicas das artesãs e a experienciar ainda um momento de degustação e visita à loja que reúne conservas e peças de coleção.

O tour à “Conservas Pinhais Factory Tour” tem uma duração de 60 minutos e arranca na entrada do edifício da Pinhais, o foyer, sendo os visitantes depois guiados para os antigos escritórios e antiga sala de direção da empresa.

PUBLICIDADE - CONTINUE A LEITURA A SEGUIR

“De seguida, são conduzidos até à fábrica, onde poderão assistir a todos os 12 centenários passos da produção de uma conserva, desde a seleção do peixe na lota até ao enlatamento e empapelamento”, explica a Pinhais, acrescentando que a visita conta ainda com a partilha da história da fábrica e culmina numa das salas mais imponentes do edifício, o Can-Tin Café, um espaço de degustação.

A visita termina na fantástica loja, com quase 100 m2, onde existe uma ampla seleção de conservas Pinhais e Nuri, artigos de colecionador e ainda merchandising e souvenirs alusivos às marcas e ao tour.

Em causa está a “materialização de um sonho antigo da Pinhais, de preservar o legado da indústria conserveira para as gerações futuras”, salientou Patrícia Sousa, diretora de marketing da empresa. “Acreditamos desta forma estar a contribuir para a sustentabilidade e valorização da indústria e a proporcionar uma experiência absolutamente inédita num museu-vivo e em pleno funcionamento”, completou.

PUBLICIDADE - CONTINUE A LEITURA A SEGUIR

PUB
PD- Literarura Infantil