Sabe Bem

Museu do Carro Eléctrico do Porto

Museu do Carro Eléctrico do Porto

Ao serviço da comunidade e da cidade do Porto, o Museu do Carro Eléctrico tem como missão preservar e documentar a história dos transportes públicos urbanos sobre carris. Abriu as suas portas pela primeira vez a 18 de maio de 1992 e rapidamente se afirmou como um dos mais relevantes museus de transportes da Europa, pela raridade e originalidade das suas coleções.

Conforme conta à VIVA, Carla Dias, coordenadora do museu, o edifício foi, em 1915, a Central Termoelétrica de Massarelos, onde a sua principal função era “produzir e transformar a energia necessária ao funcionamento da rede de carros elétricos da cidade do Porto”.

Mais tarde, no ano de 1955, o seu propósito enquanto central produtora de energia elétrica deixou de fazer sentido porque o fornecimento de energia vinha diretamente da União Eléctrica, encontrando-se o edifício parcialmente desativado desde a década de 1960.

Assim, que foi transformado em museu, os primeiros projetos começaram por ser de recuperação de vários carros elétricos, tendo sido também criado “um ambicioso programa de animação centrado no acolhimento de visitas escolares” e ainda a realização de “um grande evento anual onde todos os veículos da coleção são mostrados no Desfile de Carros Eléctricos históricos”.

As equipas foram sendo reforçadas e desenvolvidos projetos diversificados: “o trabalho multidisciplinar pretendeu abranger mais públicos, alargando do público escolar ao público estrangeiro, desde as minorias estrangeiras desenraizadas aos públicos com dificuldades visuais e auditivas. Através da reorganização das suas coleções, o museu pretendeu dar a conhecer os diversos artefactos e documentos que compõe o seu acervo como o seu Arquivo Fotográfico e uma magnifica coleção de bilhética”, aponta Carla Dias.

No ano de 2001, a exposição permanente foi alvo de requalificação com a exposição «Viajantes e Passageiros – do Carroção ao Carro Eléctrico» e, nesse mesmo ano, o Museu do Carro Eléctrico aderiu à Rede Portuguesa de Museus.

Em 2015, a Sala das Máquinas da Central Termoelétrica de Massarelos, que foi alvo de um trabalho preliminar de estabilização, limpeza e restauro, abriu pela primeira vez as portas ao público. Nesse mesmo ano, o Museu abre com a exposição «Entre Linhas – a reinterpretação do espaço».

Atualmente a infraestrutura “tem, na sua programação anual, a realização do Desfile de Carros Eléctricos e as celebrações do Dia Internacional dos Museus”.

No local os visitantes têm a oportunidade de ver uma coleção de veículos representativos dos primórdios do sistema de transporte público da cidade. “Entre eles podemos remontar a 1872, como o seu Americano, ou veículos com características provenientes de outros países europeus como os carros de bogies Belgas da década de 1920, ou ainda veículos construídos nas suas Oficinas Gerais, com o objetivo de modernização da frota e conforto do pessoal tripulante, como os famosos “Pipis”, já nos anos de 1950”.

Destaque também para “os carros eléctricos de apoio com funções muito distintas do transporte de passageiros, mas que auxiliavam a operação diária desta rede – o vagão de esmerilar, o Pronto Socorro, o da reparação da linha aérea – ou mesmo atrelados específicos, como a vagoneta de transporte do peixe, ao serviço das peixeiras que vinham da Lota de Matosinhos para os mercados da cidade”.

A responsável explica que na sua atividade regular são promovidas visitas com grupos escolares e turísticos, que “envolvem a interpretação do discurso expositivo nas suas diversas áreas complementando com a animação teatral e a viagem de carro elétrico”.

“Ao longo do ano, e em períodos diversos, são desenvolvidas oficinas de dinamização criativa com base na exposição, adaptando-se por faixa etária e temática”, acrescenta Carla Dias.

Por outro lado, o museu também proporciona o aluguer de veículos históricos para circuitos em privado nas linhas da rede de transporte público de carro eléctrico. “Estas viagens podem ser realizadas com pequenas degustações de doces tradicionais portugueses”.

A coordenadora da infraestrutura revela ainda que é possível alugar o espaço do Museu do Carro Elétrico para eventos corporativos e reuniões empresariais, acolhendo também grupos de investigação para a realização de trabalhos académicos através do seu Centro de Documentação.

Para 2023 está previsto o relançamento das visitas orientadas para grupos escolares com animação teatral e a retoma do Programa de Aniversários no Museu, um projeto dedicado ao público infantil e que consiste numa festa de descoberta pela coleção da infraestrutura, “sem esquecer o tradicional momento de parabéns e viagem de carro eléctrico”.

PUB
www.pingodoce.pt/produtos/comida-fresca-takeaway/encomendas/menu-seleccao-do-chef/menu-dia-dos-namorados-3/?utm_source=cm&utm_medium=cpc&utm_term=leaderboardmobile&utm_content=diadosnamorados&utm_campaign=menudochef