PUB
Philips S9000

Museu da Farmácia do Porto reabre com apresentação da coleção “Médicos Escritores”

Museu da Farmácia do Porto reabre com apresentação da coleção

“Comigo”, de Manuel Laranjeira, “Paranóia”, de Júlio de Matos e “Um Canhanho de Um Vagabundo”, de Ricardo Jorge, são as três obras que serão apresentadas na próxima quinta-feira, dia 19 de dezembro, pelas 18h30, no Museu da Farmácia do Porto, no âmbito da coleção “Médicos Escritores”.

Esta trata-se de uma colectânea de livros de médicos que também se afirmaram enquanto escritores e conseguiram o seu lugar no panorama literário português. “A iniciativa assinala o 80º aniversário da Ordem dos Médicos, numa parceria com a editora A Bela e o Monstro e o jornal Público, que distribui as obras”, realça o comunicado enviado à VIVA!, onde se lê ainda que a coleção  conjuga algumas das mais importantes obras da nossa literatura com outras quase desconhecidas, consideradas “pérolas” do conhecimento.

PUBLICIDADE - CONTINUE A LEITURA A SEGUIR

“A História da Vida Sexual”, de Egas Moniz, “Memórias da Grande Guerra”, de Jaime Cortesão, “Nos Mares do Fim do Mundo”, de Bernardo Santareno, “A Noite e a Madrugada”, de Fernando Namora, “A Barba em Portugal”, de Leite de Vasconcelos, “O País das Uvas”, de Fialho de Almeida, “Eterno Feminino”, de Júlio Dantas, “As Pupilas do Sr. Reitor”, de Júlio Dinis, “Por Ahi Fóra”, de Brito Camacho, “Vindima”, de Miguel Torga, “O Delírio do Ciúme”, de Miguel Bombarda, “Na Luz do Fim”, de Bárbara Gomes/ Graça Pina de Morais, “Um Estio na Alemanha”, de Abel Salazar e “Contos Durienses”, de João de Araújo Correia são as obras que já foram lançadas.

Às 19h30 vai decorrer uma visita guiada ao museu, que foi alvo de obras de intervenção para “melhorar a experiência museológica”.

PUBLICIDADE - CONTINUE A LEITURA A SEGUIR

PUB
PD- Literarura Infantil