PUB
Recheio 2024 Institucional

“Mundo do Vinho” nasce em Gaia em 2020

“Mundo do Vinho” nasce em Gaia em 2020

PUBLICIDADE - CONTINUE A LEITURA A SEGUIR
A The Fladgate Partnership vai investir 100 milhões de euros num mega complexo turístico, cultural e comercial na zona histórica de Vila Nova de Gaia. O “World of Wine” [Mundo do Vinho] deverá criar 300 postos de trabalho diretos e permanentes depois da abertura, prevista para junho de 2020.

Apresentado esta quinta-feira, o projeto “Mundo do Vinho”, um investimento de 100 milhões de euros para estar pronto em junho de 2020, junta cinco experiências culturais: um museu dedicado aos monumentos, um dedicado à cortiça, um terceiro às regiões vinícolas de Portugal, o quarto ao design e um último para contar a história dos recipientes que ao longo dos tempos serviram para o consumo de vinho.
Somam-se 12 espaços de restauração, espaços para eventos, uma escola do vinho, estacionamento, e zona de lojas.
De acordo com a agência Lusa, o projeto ocupará uma área de mais de 30.000 metros quadrados, nos antigos armazéns de vinho do Porto que, e conforme informação do grupo investidor, devido à evolução do setor agora se encontram vazios.
“[No centro histórico de Gaia] nascerá um grande complexo cultural, de retalho e restauração, que pretende ser um importante centro para a expansão do turismo (…). Inicialmente o projeto servirá 560.000 visitantes, que realizarão no ‘World of Wine’ [Mundo do Vinho] mais de um milhão de visitas culturais”, lê-se na descrição do projeto.
O diretor-geral da The Fladgate Partnership, Adrian Bridge, estima que sejam criados com este investimento cerca de 300 postos de trabalho diretos e sublinhou a aposta em tecnologia de ponta.
“Este é provavelmente o maior investimento num centro urbano não só em Portugal mas também na Europa”, disse Adrian Bridge, apontando como objetivo do “Mundo do Vinho” ser um “catalisador” turístico da zona histórica de Vila Nova de Gaia.
Para o presidente da autarquia local, Eduardo Vítor Rodrigues, este projeto “vai marcar o futuro e o centro histórico de Gaia”, apontando-o como um “desafio” por “combinar de forma equilibrada o tradicional com a modernidade”.
“Sou daqueles que acha que os centros históricos têm muito de tradicional e típico e extraordinariamente histórico, mas não acho que tenham de ser espaços exclusivamente museológicos”, disse o autarca, defendendo a necessidade de “explorar vários modelos” turísticos.
Enquanto Eduardo Vítor Rodrigues disse querer que o visitante regresse uma segunda vez mas que também aconselhe o local que visitou aos seus pares, Adrian Bridge apontou como desafios aumentar a média de estadia – atualmente calculada em duas noites – neste destino turístico e no tornar o negócio rentável tanto na época designada como “alta” como na “baixa”.
O Mundo do Vinho é um projeto classificado de Potencial Interesse Nacional (PIN).

PUBLICIDADE - CONTINUE A LEITURA A SEGUIR

PUB
Pingo Doce- Revista Sabe Bem