PD - Lançamento Sumos

Moldursant

Moldursant

É entre as históricas e pitorescas ruas da Invicta que se situa a segunda empresa de molduras mais antiga do país. A Moldursant iniciou a sua atividade no Porto em 1917 e, desde então, que tem pautado o seu percurso no meio artístico, tornando-se casa de referência para milhares de artistas, que, regularmente, a procuram.

O segredo para ter conseguido alcançar este prestígio está na “qualidade” dos artigos apresentados ao longo destes mais de 100 anos, na preocupação constante em inovar e evoluir e em apresentar sempre a melhor oferta aos seus clientes. “Inicialmente só comercializávamos molduras e, no decorrer dos últimos trinta anos, alargamos bastante a nossa oferta. Temos, agora, um espaço de exposição de obras de arte e com artigos de Belas Artes e artes decorativas, papelaria, material didático, etc”, recordou Débora Pereira, que representa a segunda geração ao leme da casa, já lá vão cerca de 30 anos.

A responsável olha para o caminho percorrido com bastante orgulho, sobretudo no que respeita à fidelização de clientes, considerados os maiores e melhores embaixadores de qualquer espaço comercial. E, na Moldursant, há-os de todas as idades. “Temos clientes que vinham com os pais ou avós e que continuam a visitar-nos. Mesmo os que se mudaram para outras cidades ou países continuam a fazer aqui as suas compras”, revelou, enternecida.

O imponente edifício, na Rua da Picaria, onde está situada a casa é, desde logo, motivo de atração para os visitantes, que ficam “impressionados com o que veem” e que enaltecem o “carisma da loja”. Mas os elogios vão muito além, acrescenta Débora Pereira, destacando que evocam com frequência que a Moldursant “é a unica a fazer determinados trabalhos e a aceitar sempre novos desafios”.

O espaço é visitado pelos representantes de “variadíssimas marcas” e há mesmo quem o apelide como a “Toys’r’us dos artistas” ou a “perfeita perdição”. Segundo explica a proprietária, o objetivo é “proporcionar [sempre] ao cliente uma oferta mais abrangente” e “acompanhar as tendências de decoração na oferta de molduras com produtos de qualidade”.

“A utilização da papelaria da Faculdade de Belas Artes do Porto pela Moldursant levou a um desenvolvimento de especificidade de materiais de Belas Artes. A oferta nesta área é muito vasta e especifica em áreas como por exemplo impressão artística. O artista pode encontrar desde os instrumentos base, como tintas, prensas, papeis, etc. E, todos os anos, alargamos a oferta nesta área á medida que são lançados novos produtos”, sublinha.

De forma a acompanhar a evolução da tecnologia e das compras online, a Moldursant dispõe também de uma plataforma de venda online, perfeita para todos aqueles que preferem efetuar as suas compras à distância de um clique.

Para a empresa, estar abrangido pelo programa “Porto de Tradição” é “muito importante” e fundamental para o “reconhecimento de tantos anos de trabalho, dedicação e resiliência”. “Esperamos fazer parte do percurso de visitantes estrangeiros e dar a conhecer a nossa história. Estão em curso melhorias que foram abrangidas pelo programa de Fundo Municipal e esperamos que contribua para essa visibilidade”, completou Débora Pereira.

Moldursant
Rua da Picaria 52, Porto

PUB
www.pingodoce.pt/pingodoce-institucional/revista-sabe-bem/gastronomia-dos-acores-e-madeira-na-sabe-bem-de-outono/?utm_source=vivaporto&utm_medium=banner&utm_term=banner&utm_content=240921-ta5&utm_campaign=sabebem63

Viva! no Instagram. Siga-nos.