CIN - VinylMatt

MIMO Festival chega ao Porto no fim do verão

MIMO Festival chega ao Porto no fim do verão

O MIMO Festival vai encerrar o verão na cidade do Porto com mais de 20 concertos, 11 DJ sets, oito workshops, oficinas e residências artísticas, bem como atividades de arte, performance e tecnologia. Com acesso livre, o festival, que acontece de 23 a 25 de setembro, estende-se a vários palcos instalados no centro da cidade.

As últimas edições do evento decorreram na cidade de Amarante, até 2019, e dirige-se, agora, para o litoral “para uma edição, literalmente, a olhar para as águas do Douro”.

Segundo a Ágora, o festival vai passar pelo Largo do Amor de Perdição, Jardim da Cordoaria, Jardim das Virtudes, Reitoria da Universidade do Porto e Igrejas do Carmo, de São José das Taipas e dos Carmelitas Descalços, entre muitos outros espaços.

Citado pela empresa municipal, o presidente da Câmara do Porto, Rui Moreira, afirma que este será “um acontecimento marcante na vida cultural da cidade”.

“Sabemos que quem vive no Porto e quem nos visita vai ter um leque de escolhas único e um conjunto de propostas artísticas e culturais de elevadíssima qualidade e totalmente acessível a todos”, frisa Rui Moreira, destacando, assim, o acesso livre a todas as atividades programadas durante os três dias.

O cartaz do MIMO 2022 apresenta um conjunto de músicos nacionais, que vale a pena ver e ouvir, como o DJ e produtor Branko; o músico Pedro Burmester e o Quarteto de Cordas de Matosinhos; Manuel de Oliveira e a dupla Maria João e Mário Laginha.

Haverá também um concerto que irá acompanhar o final da exposição “Mulheres que fazem barulho – Cenas do Rock Português I”, promovida pela Casa Comum da Reitoria da Universidade do Porto.

Esta atuação irá juntar em palco “verdadeiros ícones no feminino”, como é o caso de Ana Deus, Lena d’Água, Anabela Duarte, Sandra Baptista, Mitó Mendes, Carolina Brandão e Marta Abreu.

Através da parceria com a Universidade do Porto, existirá ainda “um conjunto de atividades dedicadas à Amazónia brasileira, com performances, palestras e exibições de artes visuais”.

Lu Araújo, fundadora e diretora do festival, frisa que este se trata de um evento “gratuito, democrático, diverso, multigénero, igualitário e multiterritorial”. A iniciativa foi, desta forma, concebida a pensar na questão da acessibilidade, no ambiente e sustentabilidade.

O MIMO Festival, que conta com a parceria do município portuense, nasceu no Brasil, há 18 anos. A programação do evento, que decorre de 23 a 25 de setembro em vários palcos da cidade, pode ser consultada aqui.

Foto: Filipa Brito

PUB
www.pingodoce.pt/campanhas/sabor-do-mes/?utm_source=cm&utm_medium=banner&utm_term=leaderboardmobile&utm_content=peixe&utm_campaign=sabordomes