Junta da Galiza

MHNC-UP partilha documentário sobre a “Balaenoptera da Praia do Paraíso”

MHNC-UP partilha documentário sobre a “Balaenoptera da Praia do Paraíso”

Com o regresso anunciado para o início de junho, depois de mais de dois meses encerrado devido à pandemia da covid-19, o Museu de História Natural e da Ciência da Universidade do Porto (MHNC-UP) apresentou, na segunda-feira, data em que se assinalou o Dia Internacional dos Museus, um “documentário inédito” sobre a Balaenoptera da Praia do Paraíso.

Numa nota divulgada no seu portal de notícias, a U.Porto explica que o documentário propõe “uma viagem no tempo ao encontro do enorme esqueleto de uma baleia encontrada em 1937 na Praia do Paraíso (Leça da Palmeira)”.

Além disso, acrescenta, são reveladas imagens inéditas do processo que, há cinco anos, permitiu transferir o esqueleto da baleia, de 15 metros, das instalações do Polo Central do Museu, no edifício da Reitoria, para o local onde se encontra atualmente, a Galeria da Biodiversidade.

Os interessados podem assistir ao documentário, disponível online, até ao dia 1 de junho, data em que abre ao público o Jardim Botânico do Porto. No dia seguinte, 2 de junho, reabrem as portas a Galeria da Biodiversidade e o polo central do MHNC-UP.

Segundo a instituição, no âmbito do Dia Internacional dos Museus, o MHNC-UP lançou também um desafio à população, onde pede que partilhem com o Museu “tesouros” que têm guardados em casa, de forma a reunir uma “coleção digital, aberta ao público, sobre objetos e memórias”.

Para isso, devem enviar uma “fotografia legendada”, acompanhada de um “título; breve descrição sobre a história e significado do objeto (máx. 150 caracteres); proveniência (local de recolha), data (de recolha/memória); e nome do autor (da narrativa)” para o e-mail [email protected] até ao último dia do mês de maio.

Foto: MHNC-UP

PUB
www.youtube.com/watch?v=sGBN85XLjXI/?utm_source=cm&utm_medium=banner&utm_term=leaderboardmobile&utm_campaign=natal