Comida Fresca - Dia dos Namorados - PD

Metro do Porto revela detalhes da Linha Rubi

Metro do Porto revela detalhes da Linha Rubi

A Metro do Porto publicou alguns detalhes sobre a nova Linha Rubi, ainda por construir. Independente do resto da rede, o projeto desta linha, consiste na instalação de via dupla numa extensão aproximada de 6,44 km com ligação, do lado do Porto, à linha Rosa na estação da Casa da Música e com ligação, do lado de Vila Nova de Gaia, à Linha Amarela, através de um ramal de acesso ao término de Santo Ovídio.

Também faz parte desta linha a construção da ponte sobre o Douro, que fará a ligação entre o Campo Alegre e Arrábida e servirá apenas o metro e a circulação pedonal correspondendo à componente de Mobilidade Sustentável do PRR.

O projeto foi dimensionado de modo a garantir que a Linha Rubi possa vir a operar com 16 veículos duplos por hora e por sentido.

Os trabalhos a desenvolver no âmbito da empreitada de construção da Linha Rubi, com um desenvolvimento, entre eixos de estações, de 6,3 km, apresentam-se, de uma forma muito breve, nos pontos seguintes:

Oito estações: Casa da Música (parcial), Campo Alegre, Arrábida, Candal, Rotunda, Devesas, Soares dos Reis e Santo Ovídio. Três estações são à superfície: Arrábida, Candal e Rotunda (com parque de estacionamento para 500 veículos) e cinco são subterrâneas, a executar pelo método cut&cover: Casa da Música (parcial), Campo Alegre, Devesas (interface de comboios), Soares dos Reis e Santo Ovídio (ligação com a estação existente).

Há cinco poços, entre os quais: três poços de ventilação e emergência (PEV) sendo que dois deles servirão para ataque à execução dos túneis mineiros; e dois poços de emergência (PE) sendo um deles equipado com poço de bombagem.

Vão existir dois ramais de ligação na Estação Casa da Música e na Estação de Santo Ovídio para a injeção e retirada de veículos e uma via para realizar a inversão de veículos após as estações.

Sobre a ponte sobre o Rio Douro a Metro adianta que será executada em betão de alta resistência, com a utilização de betão leve em algumas partes da estrutura. Terá o comprimento total de 835m distribuído por 8 vãos, com 7 pilares intermédios, sendo o vão principal de 428,60m.

O tabuleiro tem 15,40m de largura, sendo os 6,40m centrais dedicados ao metro e as duas faixas laterais de 4m cada para o transito pedonal e ciclistas.

Relativamente ao processo construtivo a empresa destaca:
• Desenvolvido para minimizar os efeitos sobre o rio Douro e nas encostas em ambas as margens.
• Prevê, durante a construção, apoios provisórios que reduzem o vão principal para 300 m, deixando completamente livre a maior parte do leito e a totalidade do canal de navegação.
• Sobre os apoios provisórios, e acima do tabuleiro, serão colocadas torres provisórias que permitem o atirantamento dos 200 m centrais do tabuleiro.
• Os elementos inclinados que compõem o pórtico principal, são construídos com recurso a tirantes provisórios que serão amarrados a maciços fortemente ancorados na rocha.
• Os vãos nos extremos, mais próximos do solo, são executados com cimbre ao solo e nas restantes zonas o tabuleiro é executado através do sistema de avanço em consola.
• Concluído o esquema estrutural final, os tirantes, torres e apoios provisórios serão progressivamente removidos até a conclusão da estrutura.

Outras obras de arte
• Pontão da Arrábida de acesso ao Shopping localiza-se junto da nova estação da Arrábida
• passagem pedonal da Arrábida
• viaduto da Arrábida
• viadutos A, A1 e A2
• passagem inferior da Rua de Rei Ramiro
• passagem inferior da Rua André de Castro
• viaduto B
• passagem inferior sob o pátio da estação ferroviária de Devesas

Túneis mineiros, pelo método NATM, para via dupla, numa extensão total de aproximadamente 2,5 km subdivididos em três trechos:
• Casa da Música – Campo Alegre que se conecta com o túnel a construir no âmbito da empreitada da linha Circular em curso.
• Devesas – Soares dos Reis.
• Soares dos Reis – Santo Ovídio.

A Metro explica ainda que nas zonas em que a nova linha se encontra à superfície ou com ela interfere, proceder-se-á à reformulação da rede viária e do espaço público, inserção urbana e paisagismo.

O prazo de execução da empreitada estimado é de mil e trinta e cinco dias de calendário, 34 meses, e o preço base é de 299 milhões de euros.

PUB
www.pingodoce.pt/produtos/comida-fresca-takeaway/encomendas/menu-seleccao-do-chef/menu-dia-dos-namorados-3/?utm_source=cm&utm_medium=cpc&utm_term=leaderboardmobile&utm_content=diadosnamorados&utm_campaign=menudochef