Philips

Mercearia Casa Natal

Mercearia Casa Natal

É no coração da cidade do Porto que se encontra esta afamada casa de “mercearia fina”, fundada há mais de 120 anos e na família dos atuais proprietários há seis, altura em que “reformaram” o espaço e o trouxeram “de volta à sua origem”.

“O negócio está na família há já três gerações (…) O meu pai já está no ramo há mais de 50 anos e eu tenho dado continuidade”, indicou à VIVA! Nuno Rocha, o responsável pelo espaço, que prima pela venda de produtos selecionados e um atendimento personalizado, composto por aconselhamento individual.

Entre os principais destaques, em termos de produtos, estão, além de uma larga seleção de conservas, especiarias e uma garrafeira muito variada, o bacalhau e os frutos secos, considerados os grandes ex-líbris e os produtos mais procurados pelos clientes. “O bacalhau acaba por ser aquele que nos dá mais notoriedade, em particular na altura do Natal, há pessoas que vêm literalmente de longe para comprar o bacalhau da ceia de Natal”, revelou.

O nome da casa, aliás, escolha dos primeiros fundadores, prende-se com os “produtos estrela” que, na altura, foram selecionados, presenças fortes na mesa natalícia, e que continuam a deter especial relevância no processo de venda. No entanto, admitiu Nuno Rocha, ao longo dos últimos anos, tem sido feita uma aposta significativa no aumento da oferta, de forma a acompanhar a evolução do mercado e, consequentemente, “as necessidades e desejos da clientela”. “Tem havido uma aposta no aumento da oferta de alimentação saudável (sementes, granolas, frutos desidratados sem açúcar, etc.) e também numa cada vez mais larga variedade de conservas de peixe, de qualidade superior”, assinalou.

“É um orgulho pertencer a este restrito lote de estabelecimentos [abrangidos pelo programa “Porto de Tradição”] que enriquecem o Porto de inúmeras formas”.

Entre os inúmeros pedidos recebidos ao longo dos anos, há alguns “inusitados” e que se tornaram, para os proprietários, verdadeiramente inesquecíveis. “É o caso de uma senhora mais idosa que uma vez perguntou se servíamos o bacalhau já cozinhado, passando pelos turistas que querem começar a beber os vinhos ou vinhos do Porto logo no momento que os compram”, adiantou Nuno Rocha. Contudo, há outros episódios que transcendem e “trazem um sorriso”, como ver clientes a emocionarem-se por voltarem ao estabelecimento onde já vinham com os pais e avós. “Sentimos uma ligação emocional muito forte dos clientes à mercearia, uma relação que vai além do simples negócio. São clientes que também são amigos”.

Este é um sentimento que, ainda que por razões diversas, se aplica também aos turistas que, ano após ano, continuam a fascinar-se com a Casa Natal. “Sentem uma admiração e fascínio muito grande, seja pela variedade de produtos seja pela estética da casa. Dizem que já não encontram estabelecimentos como o nosso nos seus países de origem”, destacou, envaidecido.

Assumindo-se como uma referência no comércio da cidade do Porto, sendo uma das mais antigas mercearias ainda em atividade, a Casa Natal distingue-se pela sua “particular atenção e dedicação” para com todos os clientes. “Gostamos que as pessoas que nos visitam e que nos compram produtos saiam sempre com vontade de voltar”, assumiu o responsável, fazendo um balanço e evolução “muito positivos” em termos de crescimento e notoriedade da casa.

Para o futuro, resumiu, fica a esperança de que a Casa Natal possa voltar ao ritmo normal de crescimento pré-pandemia e o desejo de concretizar o sonho de abrir um segundo espaço numa zona diferente da cidade.

Mercearia Casa Natal
Rua Fernandes Tomás 833
4000-219 Porto

PUB
www.pingodoce.pt/produtos/take-away/encomendas/?utm_source=vivaporto&utm_medium=banner&utm_campaign=encomendasta&utm_term=banner&utm_content=050121-encomendaschef2021

Viva! no Instagram. Siga-nos.