Pingo Doce Desperdício Zero

Matosinhos: “irreverência arquitetónica” converte antiga fábrica em escritórios

Matosinhos: “irreverência arquitetónica” converte antiga fábrica em escritórios

O projeto Metropolis – A Fábrica nasce da reabilitação de uma antiga fábrica em Matosinhos, transformada num espaço de escritórios. A estrutura metálica à vista e a cobertura envidraçada conferem ao edifício um design de estilo industrial.

Situado a dois minutos a pé do NorteShopping, em frente à estação de metro das Sete Bicas, o imóvel integra o portefólio do The Edge Group, Teak Capital e Tangor, e conta com uma área de 3.214.90 metros quadrados (m2) de escritórios, distribuídos por dois edifícios de dois pisos, que estarão disponíveis no final deste ano.

Renovado a partir de uma antiga fábrica classificada pela Câmara Municipal de Matosinhos, o edifício de escritórios é comercializado pela consultora CBRE e apresenta algumas caraterísticas arquitetónicas específicas, como a estrutura metálica à vista e a cobertura envidraçada, que lhe conferem um design de estilo industrial. “De notar ainda a envolvência de mais de 15 000 metros de espaços verdes”, nota a consultora, em comunicado citado pelo Idealista.

Haverá ainda áreas de lazer no exterior dedicadas aos colaboradores dos futuros inquilinos do espaço, destacando-se um rooftop envolvido por um grande parque de tílias.

“Esta é uma excelente alternativa, junto à cidade do Porto, para as empresas que procuram irreverência arquitetónica para os seus espaços empresariais”, diz André Almada, diretor Sénior de A&T Offices CBRE Portugal, acrescentando que “o segmento dos escritórios está novamente a mostrar sinais positivos e esta instrução vem responder às necessidades exigentes de mercado, num segmento que procura espaços adaptáveis, inovadores e que promovem a criatividade e o espírito colaborativo”.

PUB
Pingo Doce Sabe Bem

Viva! no Instagram. Siga-nos.