Philips

Maternidade do Porto com maior número de partos do país

Maternidade do Porto com maior número de partos do país

O Centro Materno Infantil do Norte (CMIN), no Porto, voltou a ser, no ano passado, a maternidade onde houve mais partos a nível nacional: 3068.

Apesar de ter havido uma diminuição geral do número de partos, que se traduziu em menos oito mil nascimentos em todo o país, Caldas Afonso, diretor do CMIN, rejubila com o desempenho da instituição: “É muito bom, porque expressa a massa crítica, que dá uma grande dimensão satisfatória desta estrutura. É nestas alturas que se vê o retorno do investimento público que aqui foi feito”.           

No ano 2019, o CMIN já tinha sido recordista de nascimentos no país. Na altura, foi a primeira vez que uma unidade do Norte atingiu o feito.

Em segundo lugar ficou a Maternidade Alfredo da Costa, em Lisboa.

O serviço de Ginecologia/Obstetrícia do Centro tem uma capacidade de 38 camas, apoiadas por 6 médicos, o que permite a realização, em média, de 10 a 12 partos por dia, “o que contribui muito para que o CMIN seja a primeira opção de muitas grávidas é o programa de acompanhamento da família”, justifica Caldas Afonso, onde ainda revela a importância “que este seja um local de satisfação e de segurança. E a nível das condições das instalações estamos iguais ou superiores a muitos hospitais privados”.

A instituição, juntamente com com um consórcio europeu, prepara-se para ter um novo sistema organizativo, que entre outras medidas, passa pela grávida passar a ter um acompanhante personalizado (por um enfermeiro, obstetra, psicóloga, …).

Esta nova medida deverá entrar em funcionamento no segundo semestre deste ano.

PUB
www.pingodoce.pt/campanhas/sabor-do-mes/?utm_source=cm&utm_medium=banner&utm_term=leaderboardmobile&utm_content=carne&utm_campaign=sabordomes