Sogrape

Maia promove projeto “Recicle mais, pague menos”

Maia promove projeto “Recicle mais, pague menos”

O município da Maia lançou no início deste mês um projeto inovador, que visa promover a reciclagem no concelho, fazendo os consumidores pagarem apenas os resíduos que não reciclam. 

Intitulado “Recicle mais, pague menos”, o projeto, baseado no princípio do poluidor-pagador, ou seja, “pague consoante o lixo que produz”, decorrerá em modo experimental até ao final deste ano, junto de 10 mil pessoas, num total de 3.500 casas, distribuídas pelas freguesias de Vila Nova da Telha, Cidade da Maia e Moreira, sendo objetivo da Câmara Municipal alargá-lo, já no próximo ano, a metade do concelho e em 2023 a todo o território da Maia. 

De acordo com informação avançada por Tiago Maia, presidente da autarquia, à Agência Lusa, a poupança reverterá, durante esta fase, para uma instituição de solidariedade. “Findo este tempo experimental, as famílias passam a ver o ganho repercutir-se na sua fatura da água, na qual está indexada a tarifa dos resíduos”, indica a mesma fonte, citada pelo Notícias ao Minuto. 

As famílias envolvidas nesta fase experimental terão a partir de agora, e até ao final do ano, acesso a duas faturas – “a normal e uma que traduz o nível de reciclagem que uma dada família fez”. “Se houver economia na reciclagem, como nós achamos que vai haver, a diferença das duas faturas vai ser acumulada e vai ser entregue no final do ano a uma instituição. A partir do início do próximo ano, esse ganho vai para a própria família”, reforçou.

O autarca acredita que o projeto potenciará “os bons hábitos ambientes” dos munícipes, além de contribuir para o “cumprimento das metas que o Governo assumiu perante a União Europeia, de em 2023 as pessoas pagarem efetivamente o que produzem em termos de resíduos e aquilo que reciclam não pagam”. 

PUB
bandodomar.pingodoce.pt/?utm_source=vivaporto&utm_medium=banner&utm_term=banner&utm_content=080321-bando&utm_campaign=lancamento

Viva! no Instagram. Siga-nos.