Sabor do mês PD - carne

Julho marca o regresso de “Jazz no Parque” a Serralves

Julho marca o regresso de

O Parque de Serralves vai ser receber, nos três primeiros sábados do mês de julho, cinco concertos no âmbito da 31.ª edição do programa Jazz no Parque, este ano dedicado aos valores da liberdade, diversidade e criatividade, afirma a organização em nota de imprensa. O arranque do festival acontece, assim, no dia 2, às 16h na Casa de Serralves com a atuação de Maria da Rocha.

No mesmo sábado, pelas18h, a programação desta iniciativa prossegue no Ténis do Parque de Serralves com Luís Vicente, que é “cada vez mais um dos nomes incontornáveis da nova improvisação europeia”.

O trompetista vai apresentar-se em quarteto com baterista Pedro Melo Alves, o contrabaixista Luke Stewart, destacado pela revista Downbeat como um dos 25 músicos de jazz mais influentes da sua geração, e ainda John Dikeman, saxofonista norte-americano a residir em Amesterdão.

Já no dia 9, às 18h, atua a norueguesa Mette Rasmussen “celebrada como uma das mais vibrantes e incendiárias improvisadoras europeias”. Mette Rasmussen, que tem uma nova banda denominada Trio North, dedicou grande parte do seu tempo durante a pandemia de covid-19 ao estudo de composição. No Jazz no Parque vai apresentar-se ao lado do contrabaixista Ingebrigt Håker Flaten e do baterista Olaf Olsen.

No último dia do evento, a 16 de julho, sobem ao palco «Intimate Strangers» de Sara Serpa, às 16h, no auditório de Serralves e os portugueses Ricardo Toscano, João Barradas e João Pereira, às 18h, no Ténis.

Pode ler-se ainda na nota de imprensa que os músicos convidados são “um paradigma de visão e independência, artistas que projetam forte a sua própria voz, expandindo as possibilidades da música para gerações futuras”.

PUB
www.pingodoce.pt/campanhas/sabor-do-mes/?utm_source=cm&utm_medium=banner&utm_term=leaderboardmobile&utm_content=peixe&utm_campaign=sabordomes