Sogrape

Julho foi o mês mais quente de sempre

Julho foi o mês mais quente de sempre

Julho deste ano foi o mês mais quente alguma vez medido no mundo, segundo informação divulgada pelo serviço europeu Copernicus, sobre mudanças climáticas. O último mês mais quente a nível mundial tinha sido registado em 2016, também em julho.

A informação foi avançada por Jean-Noël Thépaut, responsável pelo Copernicus que, de acordo com o Jornal de Notícias, revelou que “o mês de julho é geralmente o mês mais quente do ano no mundo; mas de acordo com os nossos dados [este, de 2019], é também o mês mais quente alguma vez já medido”.

De acordo com os dados, o recorde foi atingido por uma margem muito pequena, uma vez que em julho, deste ano, as temperaturas médias globais terão estado apenas 0,04º acima do último recorde registado. “Esta subida é tão pequena que é possível que outras organizações de referência, que recolhem e analisam dados com outros métodos, não cheguem à mesma conclusão”, notou o comunicado enviado às redações.

Contudo, alertou o responsável, “com a continuação das emissões de gases de efeito de estufa e o impacto global das temperaturas, os recordes continuarão a ser batidos”.

Recorde-se que o mês de julho foi particularmente marcado por uma onda de calor curta, mas muito intensa, na Europa Ocidental, onde vários países, como a Alemanha, Bélgica ou Holanda, quebraram o seu recorde absoluto de calor.

A estimativa da Organização Meteorológica Mundial é que 2019 fique no top 5 dos anos mais quentes. Nesse sentido, o serviço Copernicus referiu que não só este ano tem sido um ano particularmente quente, com todos os meses do ano a estarem entre os mais quentes como o mês de julho o mais quente alguma vez medido.

PUB
www.pingodoce.pt/campanhas/sabor-do-mes/?utm_source=cm&utm_medium=banner&utm_term=leaderboardmobile&utm_content=carne&utm_campaign=sabordomes