PUB
Junta da Galiza

Jovens cientistas portugueses disputam final europeia

Jovens cientistas portugueses disputam final europeia

Portugal participa neste evento desde 1992, onde os jovens portugueses têm obtido prémios a nível europeu com alguma frequência, sendo o último em 2010. Os prémios serão anunciados na próxima terça-feira, dia 25 de setembro, às 13h00, no “The Slovak National Theatre”, em Bratislava. A iniciativa é realizada anualmente em diversos países da Europa, sendo que a final de 2010 foi organizada pela Fundação da Juventude, em Lisboa, com grande sucesso. Entre os dias 21 e 26 de setembro, a Fundação da Juventude vai levar a Bratislava, na Eslováquia, seis jovens cientistas portugueses para disputarem a 24ª Final Europeia do Concurso Europeu para Jovens Cientistas, sob a égide da Comissão Europeia, com dois projetos científicos já vencedores do 1º e 2º prémios do Concurso para Jovens Cientistas e Investigadores, em maio de 2012, nas áreas da Biologia e das Ciências do Ambiente.
“Impacte da Flora Invasora nos Ecossistemas Ribeirinhos de Odemira”, da área das Ciências do Ambiente, foi realizado por Daniel Silva, Lúcia Martins e Marlieke Anne Pronk, da Escola Secundária Dr. Manuel Candeias Gonçalves, de Odemira, coordenados pela professora Ana Paula Canha. Estudaram a influência da invasão por acácia na biodiversidade dos ecossistemas ribeirinhos no boncelho de Odemira, tendo chegado à conclusão que a diversidade de plantas é significativamente maior nos ecossistemas ribeirinhos com vegetação nativa, do que nos dominados por acácias. O “Flies on the Phone”, da área da Biologia, realizado por Armindo Fernandes, Mariana Santos e Ricardo Fernandes, alunos da Escola Secundária de Arouca, coordenados pelo professor Filipe Ressurreição. Estes três alunos investigaram o efeito da radiação emitida pelos telemóveis na fertilidade masculina da mosca do vinagre (D. melanogaster), tendo descoberto que a exposição a este tipo de radiação eletromagnética reduz drasticamente a fertilidade dos machos, não por afetar a quantidade e qualidade do esperma produzido, mas por comprometer a capacidade de atração das fêmeas. Concluíra, assim, que este efeito está relacionado com alterações que ocorrem na forma das asas dos machos, o órgão que é utilizado para produzir a canção de namoro que intervém no complexo ritual de cortejamento sexual destas moscas. O estudo também revelou que estas alterações morfológicas e comportamentais são transmitidas à descendência, alertando para os riscos da exposição à crescente poluição eletromagnética.

PUBLICIDADE

PUB
PD-Bairro Feliz