Sogrape

Isolamento social motivou remodelação de casas

Isolamento social motivou remodelação de casas

O isolamento social, imposto pelo atual contexto de pandemia de covid-19, está a incentivar transformações no dia a dia dos cidadãos. A conclusão é da plataforma online Fixando, que, no âmbito de um inquérito realizado a 1500 portugueses, verificou que pelo menos 35% dos inquiridos renovaram algum espaço da sua habitação ao longo do período de confinamento.

Vontade de tornar o espaço mais confortável (50%), necessidade de reorganizar a casa devido ao teletrabalho ou telescola (35%) e desejo de mudar o espaço à sua volta (25%) foram os principais motivos apontados pelos inquiridos para a realização dessas remodelações.

O inquérito mostrou também que “cada renovação custou cerca de 1426 euros”, sendo que os espaços mais escolhidos foram o quarto (32.5%), a sala (12.5%), o jardim (12.5%) e a varanda (12.5%), seguindo-se o escritório (7.5%) e o terraço (7.5%).

Mais de 60% dos entrevistados afirmaram ainda que têm “intenções de renovar a casa nos próximos meses” e apontaram o quarto (31%), a sala (27%), a cozinha (20%) e a casa de banho (17%) como prioridade.

Os dados do inquérito foram recolhidos entre os dias 6 e 18 de julho.

PUB
www.pingodoce.pt/responsabilidade/bairro-feliz/?utm_source=cm&utm_medium=banner&utm_term=leaderboardmobile&utm_content=candidaturas&utm_campaign=bairrofeliz

Viva! no Instagram. Siga-nos.