Santander Escolhas 1

IPO do Porto terá piso dedicado à investigação clínica

IPO do Porto terá piso dedicado à investigação clínica

O Instituto Português de Oncologia (IPO) do Porto espera ter “em menos de um ano” um piso exclusivamente dedicado à investigação clínica, local que irá acolher a unidade de ensaios clínicos de fase precoce, afirmou nesta segunda-feira o presidente, Júlio Oliveira.

Em declarações à Lusa, o presidente o IPO explicou que a Unidade de Investigação de Ensaios Clínicos de Fase Precoce, que existe desde 2019, deixará o atual espaço “relativamente pequeno e com limitações físicas”, para passar para um piso totalmente remodelado e dedicado à investigação clínica.

Segundo a agência de notícias, o projeto inclui uma unidade de ambulatório e internamento para doentes dos ensaios em fase precoce, assim como um hospital de dia para tratamentos dos doentes que estão nos ensaios de fase 2 e fase 3.

O IPO do Porto já recebeu “quase 60 doentes” para ensaios de fase precoce e, paralelamente, mais de 500 tiveram acesso ao Programa de Medicina de Precisão em Oncologia. Por ano, nesta instituição, são mais de 300 os doentes que são incluídos em ensaios clínicos nas diferentes fases.

Júlio Oliveira salientou ainda que este projeto faz parte dos objetivos do “Porto Comprehensive Cancer Center”, um consórcio que junta o IPO do Porto e o Instituto de Investigação e Inovação em Saúde (i3S).

Referir que o projeto conjunto, com uma dotação de 17 milhões de euros, no qual se inclui esta remodelação de espaço, foi alvo de uma candidatura ao Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional (FEDER).

PUB
www.pingodoce.pt/produtos/comida-fresca-takeaway/encomendas/comida-fresca-encomendas-de-natal/?utm_source=cm&utm_medium=cpc&utm_term=leaderboardmobile&utm_content=natal&utm_campaign=takeawaynatal