Philips

A importância de “acordar cedo”

A importância de “acordar cedo”

Quem nunca ouviu o velho ditado “deitar cedo e cedo erguer dá saúde e faz crescer”? O dito popular transcende gerações e, regra geral, começa a ser incutido desde tenra idade. Os mais novos não costumam levá-lo a sério, mas à medida que o tempo passa começam a valorizá-lo. É que “deitar cedo e cedo erguer” dá mesmo “saúde e faz crescer”, pelo que é importante continuar a seguir a premissa à regra.

Um dos principais benefícios de deitar cedo, de acordo com a plataforma Healthline, é que o período de sono tem tendência a ser “mais longo e de melhor qualidade”, o que, além de mais energia, significa também “melhorias no humor, melhor concentração e menor risco de doenças crónicas”.

Os efeitos positivos manifestam-se também ao nível da pele saudável, uma vez que durante o sono “as células da pele regeneram, enquanto o aumento do fluxo sanguíneo e do colagénio ajudam a reparar os danos ambientais e de UV”. Por sua vez, acrescenta, noites mais atribuladas podem contribuir para o aparecimento de acne, rugas, palidez e pálpebras inchadas ou caídas.

E, por último, e não menos importante, indica a mesma plataforma, é que ao acordar mais cedo terá também “mais tempo para si”. Isso dar-lhe-á mais tempo “para estar consigo mesmo” e poder usufruir do silêncio da casa para fazer coisas que lhe sejam prazerosas. 

Viva! no Instagram. Siga-nos.