PUB
Pingo Doce- Revista Sabe Bem

Governo quer gestão da STCP a cargo das autarquias já em 2017

Governo quer gestão da STCP a cargo das autarquias já em 2017

PUBLICIDADE - CONTINUE A LEITURA A SEGUIR
O ministro do Ambiente, João Matos Fernandes, anunciou esta segunda-feira, pretender que a partir de 1 de janeiro de 2017 a gestão da Sociedade de Transportes Coletivos do Porto (STCP) seja feita pelas seis autarquias servidas pela empresa de transporte público.

“Vamos tentar que a partir dessa data sejam as autarquias a fazer a gestão da empresa”, afirmou Matos Fernandes esta manhã, no Porto, após a cerimónia de integração de novos quinze motoristas nos quadros da STCP.
O ministro, que esta manhã se reuniu com os presidentes das câmaras dos municípios servidos pela STCP – Porto, Matosinhos, Gaia, Maia, Valongo e Gondomar -, bem como com o presidente e a comissão executiva do Conselho da Área Metropolitana do Porto, referiu ter ficado “mais ou menos conversado” que “a propriedade da empresa ficará no Estado”, ficando a gestão da operação a cargo dos municípios.
“Temos que fazer um contrato inter-administrativo que garanta que são as autarquias quem gere [a STCP]”, disse, acrescentando que o período desse contrato “não deve ser inferior a cinco, sete anos”.
Matos Fernandes salientou também que, uma vez que a empresa se manterá do Estado, “naturalmente o passivo fica no Estado”, mas “o défice de exploração será assumido pelas autarquias”, à semelhança do que acontece com outros municípios que gerem um sistema de transporte municipal.
“Temos que ter a conta muito bem feita e nós não queremos passar nenhum problema às autarquias”, sublinhou, admitindo que “no início” desse contrato “possa haver um pequeno apoio do Estado”.

PUBLICIDADE - CONTINUE A LEITURA A SEGUIR

PUB
PD- Literarura Infantil