PUB
CMPorto

Gaia propõe verba de 800 mil euros para apoiar famílias no pagamento da renda

Gaia propõe verba de 800 mil euros para apoiar famílias no pagamento da renda

Face à crescente procura das famílias gaienses no apoio ao pagamento da renda, a Câmara Municipal de Vila Nova de Gaia vota, na reunião da próxima segunda-feira, uma proposta de 800 mil euros para o eixo do “Apoio ao Arrendamento”. 

Em 2020, beneficiavam deste apoio, que se traduz no pagamento de metade do valor da renda a famílias residentes em qualquer uma das freguesias do concelho, maioritariamente do género feminino, com filhos a cargo, 260 agregados familiares. 

“Das tipologias de famílias com maior incidência, destacam-se os agregados isolados (28,19%), seguindo-se os agregados familiares monoparentais, compostos por mulheres, com menor(es) a cargo (24,71%) e as famílias nucleares com ou sem filhos (15,83%). Do total da população beneficiária do apoio (544 indivíduos), 64,52% pertencem ao género feminino e 35,48% ao género masculino”, lê-se na proposta a que a VIVA! teve acesso. 

Atualmente, há já 209 “candidaturas em lista de espera” para o subsídio de apoio ao arrendamento, o que perfaz um total de 469 famílias a pedir ajuda para este ano.

PUBLICIDADE - CONTINUE A LEITURA A SEGUIR

De referir que no início do ano passado, a verba aprovada pelo executivo municipal para este eixo foi de 323 mil euros.  

Contudo, o crescente aumento da procura de apoio por parte das famílias gaienses e a situação pandémica atual, que veio agravar as condições económicas dos agregados familiares, nomeadamente no que respeita à redução do rendimento mensal disponível, espoletou a necessidade de reforço da dotação orçamental deste eixo. Por essa razão, no ano passado, foram aprovados, por duas vezes, reforços de verba de mais 100 mil euros, o que significa que no total, foram disponibilizados, só em 2020, mais de 520 mil euros para o “Apoio ao Arrendamento”. 

Em 2019, Gaia apoiou 112 agregados familiares, com a aprovação de uma verba correspondente a 180 mil euros, em 2018, 67, com uma verba de 70 mil euros, e, em 2017, 40 agregados familiares. Nesse ano, a verba aprovada foi de 18 mil euros. 

PUB
www.pingodoce.pt/pingodoce-institucional/revista-sabe-bem/festas-felizes-com-a-sabe-bem/?utm_source=vivaporto&utm_medium=banner&utm_term=banner&utm_content=1123-sabebem76&utm_campaign=sabebem