CIN - VinylMatt

Festival Internacional de Marionetas do Porto decorre até 18 de outubro

Festival Internacional de Marionetas do Porto decorre até 18 de outubro

Várias salas da cidade do Porto e de Matosinhos recebem, por estes dias, espetáculos da 31.ª edição do Festival Internacional de Marionetas do Porto (FIMP), naquela que é uma edição marcada apresentações presenciais e digitais.  

A decorrer a partir de sexta-feira, 9 de outubro, e até ao próximo dia 18, o evento, que tem como tema “Limites Humanos – Ciências e Políticas da Matéria Animada”, volta a dar vida às marionetas, objetos e matérias, desta vez para desafiar o público “a pensar sobre o mundo das coisas de uma perspetiva diferente – talvez mais próxima da sua – para nos redescobrirmos na nossa velha e irredutível humanidade sempre renovada”. 

Ao todo, estarão em destaque 25 apresentações, entre concertos, performances, workshops e masterclasses.  

O festival arranca esta sexta-feira, 9 de outubro, com “Kamp”, criação da companhia belga Hotel Modern, que recorda o Holocausto no ano em que se assinalam os 75 anos da libertação de Auschwitz-Birkenau. O Teatro Carlos Alberto dará palco a “uma enorme maquete do campo de concentração”, com milhares de marionetas minúsculas a representam os prisioneiros e os seus carrascos, enquanto três atores dão vida ao campo, usando câmaras em miniatura para filmar os acontecimentos. “O público é testemunha do assassínio em massa, cometido numa cidade feita para isso mesmo”, lê-se na sinopse do espetáculo. 

No sábado, 10 de outubro, destaque para “O Cheiro dos Velhos”, uma coprodução luso-cabo-verdiana que junta o Grupo de Teatro do Centro Cultural Português do Mindelo e o Teatro de Marionetas do Porto, num espetáculo que será apresentado, pelas 17h00, no palco do Grande Auditório do Rivoli. No mesmo dia e local, pelas 19h00, apresenta-se também o espetáculo “Transfiguration”, de Olivier de Sagazan, uma performance que é “a história do desejo não cumprido do escultor de incutir vida na sua criação”. 

Ainda no sábado, no Teatro Campo Alegre sobe ao palco “Bad Translation”, de Cris Blanco, Espanha, que retoma o mito do escultor que deseja atribuir vida à sua criação. No domingo, 11 de outubro, o público pode deliciar-se com as apresentações “Dom Roberto” e “O Fim do Fim”, respetivamente, na Estação de Metro da Trindade e no Teatro Helena Sá e Costa. 

Do programa, destacam-se ainda, entre outros, os espetáculos “Uma Coisa Longínqua”, do Teatro de Ferro & Carlos Guedes, “Lições de Voo”, do Teatro de Marionetas do Porto, e “Troubles”, da Compagnie Gare Centrale. 

Este ano, o evento acontece entre os palcos do Teatro Municipal do Porto – Rivoli e Campo Alegre -, do Teatro Nacional São João e Teatro Carlos Alberto, do Palácio do Bolhão, Círculo Católico dos Operários do Porto e da Escola Superior de Música e Artes do Espetáculo, no Porto, e do Teatro Constantino Nery, em Matosinhos. 

Todas as informações sobre o programa disponíveis na página do FIMP.

PUB
www.pingodoce.pt/campanhas/sabor-do-mes/?utm_source=cm&utm_medium=banner&utm_term=leaderboardmobile&utm_content=carne&utm_campaign=sabordomes