Recheio

FC Porto contra acusações do presidente da Liga de Clubes

A resposta do FC Porto surgiu através de um comunicado emitido no site do clube, que pode ser lido, na íntegra:
«O presidente da Liga Portuguesa de Futebol Profissional, em entrevista na noite de quarta-feira à SIC Notícias, disse o seguinte:
“Devia ser proibido que o detentor dos direitos televisivos tenha percentagens em clubes de futebol, como acontece com o FC Porto e com a SAD, e depois nomeie membros para o Conselho de Administração. Pode haver a ideia, que eu penso na realidade que pode estar a acontecer, desses clubes serem beneficiados quando se trata da divisão desse bolo.”
1. O presidente da Liga mentiu quando disse que o detentor dos direitos de transmissão televisiva nomeava administradores do FC Porto. É mentira, seja direta, seja indiretamente, nenhum administrador na história do FC Porto e do Grupo FC Porto foi nomeado por qualquer empresa ligada, direta ou indiretamente, a este setor de atividade.
2. O presidente da Liga sabe-o bem, como sabe que os direitos televisivos são negociados individualmente, o que torna especialmente grave mais este conjunto de mentiras, culminadas com a insinuação de que o FC Porto possa beneficiar depois da falsidade que inventou.
3. O presidente da Liga tem a obrigação de defender os clubes, todos os clubes, sem distinção. Pessoalmente, depois, pode ter as simpatias e os humores que muito bem lhe aprouverem. O que não pode é insultar e denegrir o bom nome do FC Porto. Exige-se a quem ocupa a presidência da Liga uma atitude institucional respeitadora de todos os sócios, o que manifestamente não é o caso com o atual presidente.»
Os «Dragões» rejeitam, assim, as palavras proferidas pelo responsável máximo da Liga de Clubes, recordando que aquela instituição deveria defender os sócios e não denegrir o seu bom nome.
PUB
Pingo Doce Sabe Bem

Viva! no Instagram. Siga-nos.