Santander Escolhas 1

Fantasporto regressa com edição presencial a 23 de fevereiro

Fantasporto regressa com edição presencial a 23 de fevereiro

O teatro municipal Rivoli recebe, entre os dias 23 de fevereiro e 7 de março, a 41.ª edição do Fantasporto, numa sessão presencial, que vai seguir todas as regras impostas pela Direção-Geral de Saúde (DGS) no atual contexto de pandemia, anunciou este domingo a organização. 

“Tendo em consideração as restrições impostas pela actual pandemia, a organização do FANTASPORTO’2020 / 41º Festival Internacional de Cinema do Porto, decidiu manter o evento presencial, honrando a sua tradição de exibir os seus filmes dentro de um teatro e num écran grande, celebrando a união do público com alguns dos melhores filmes feitos em 2020, bem como convidados naquele que será o primeiro grande evento cultural do ano, essencial no calendário cultural nacional e internacional”, lê-se no comunicado. 

O alinhamento oficial do programa apresenta as “secções habituais, com uma grande diversidade de curtas e longas-metragens, apresentadas em antestreia nacional, internacional ou mundial”. 

Para começar, destaque para o clássico “Morte em Veneza”, de Luchino Visconti, logo na abertura oficial, enquanto o encerramento estará a cargo do filme “No Man’s Land”, de Conor Allyn. 

“O Derradeiro Julgamento”, te Neil Marshall, “Ten Minutes to Midnight”, de Erik Bloomquist, e “O Cemitério das Almas Perdidas”, de Rodrigo Aragão, serão outros filmes em destaque nesta edição, que conta ainda com uma competição de “curtas-metragens fantásticas”, a “Semana dos Realizadores” e “Orient Express”, com os filmes “Get The Hell Out”, de I-Fan Wang, “Suicide Forest Village”, de Takashi Shimizu, e “Awauta”, de Mile Nagaoka. 

Na sessão destinada à “melhor longa-metragem portuguesa”, destaque para “Toponímia- As Memórias do Porto”, de António Pinto, “Um Quadro do Pollock com Sangue”, de Rui António, “A Mulher Sem Corpo”, de António Borges Correia, e  “40 Anos de Fantasporto”, de Isabel Pina.  

Na competição para “clássicos” estão “The Fight Club”, de David Fincher, “Dr Strangelove Or How I Learned to Love the Bomb”, de Stanley Kubrick, “Morte em Veneza”, de Luchino Visconti, e “O Leopardo”, também de Luchino Visconti. 

PUB
www.pingodoce.pt/responsabilidade/premio-literatura-infantil/?utm_source=cm&utm_medium=banner&utm_term=leaderboardmobile&utm_campaign=pli