RECHEIO 50 ANOS

Exposição no Museu da Cidade conta história através do som

Exposição no Museu da Cidade conta história através do som

Depois de “Livros são árvores, bibliotecas são florestas”, que inaugurou um novo ciclo de programação na sala de exposições do Gabinete do Som, o Museu da Cidade apresenta agora “Radiostesia [Captar, Conduzir, Compreender Forças Invisíveis]”.

Em causa está uma exposição do músico Pedro Augusto que induz os visitantes a “uma experiência sonora, a um tempo, acústica e acusmática (ou seja, um som ouvido sem que uma causa originária seja vista)”, transportando-os “para estados profundos e alteres de consciência”, afirma a nota de imprensa.

Segundo o documento, a radioestesia, no título do evento descrita como “radiostesia”, “é a tentativa de encontrar objetos, seres vivos ou elementos da natureza – como a água, pedras preciosas, entre outros –, sem o uso de equipamentos científicos”. 

Estes objetos primitivos e arquetípicos vão estar “organizados por secções que correspondem a distintos temas, que darão acesso às zonas mais íntimas e obscuras da Biblioteca Pública Municipal do Porto”, é ainda referido.

A mostra pode ser visitada a partir desta quinta-feira, dia 26, e até 13 de agosto, todas as segundas-feiras e sábados das 10h00 às 18h00 e de terça a sexta das 09h30 às 19h30, sendo que a entrada é gratuita. 

PUB
www.pingodoce.pt/campanhas/sabor-do-mes/?utm_source=cm&utm_medium=banner&utm_term=leaderboardmobile&utm_content=peixe&utm_campaign=sabordomes