Philips

Exercício físico: Como evitar as lesões desportivas mais comuns

Exercício físico: Como evitar as lesões desportivas mais comuns

A prática de atividade física é essencial para a sua saúde e para o seu bem-estar físico ou mental. Mas prevenir lesões desportivas é fundamental para que atinja os seus objetivos de forma segura e eficaz.

A prática desportiva traz muitos benefícios: diminuição da gordura corporal, fortalecimento da massa muscular, redução da incidência de hipertensão, aumento da sensação de bem-estar, diminuição dos níveis de ansiedade e depressão, entre outros. Além disso, há uma estreita ligação comprovada entre a prática desportiva e a prevenção de várias doenças crónicas, como as doenças cardiovasculares, diabetes mellitus tipo 2 e alguns tipos de cancro.

“Praticar alguma atividade física é melhor do que nenhuma. Os adultos devem começar com pequenas quantidades de atividade física e aumentar gradualmente a frequência”, aconselha a Organização Mundial de Saúde. O objetivo desta recomendação é simples: evitar lesões desportivas causadas pela má execução de exercícios ou pela realização de uma prática desportiva com uma intensidade exagerada. Entre as lesões mais comuns estão as entorses e ruturas de ligamentos; estiramentos e distensões musculares; e lesões articulares (ex: luxações).

Uma das causas possíveis para estas lesões é a falta de preparação física. Assim, se é uma pessoa sedentária, deverá começar por fazer exercícios mais simples, como caminhadas, e ir aumentando a intensidade e o impacto dos exercícios ao longo do tempo, de forma gradual.

O aparecimento de lesões poderá também estar relacionado com a má execução técnica dos exercícios. O uso incorreto dos equipamentos, por exemplo, poderá ter efeitos negativos em pontos sensíveis do corpo, como as costas e os ombros. Por essa razão é importante fazer exercício físico, sempre que possível, acompanhado por um monitor ou treinador que o ajude a garantir a execução correta dos exercícios.

De forma a aproveitar os benefícios do exercício físico ao máximo e com a maior proteção, a Zurich deixa as seguintes recomendações:

  • Escolha roupa confortável e calçado adequado: a roupa escolhida para fazer exercício físico deve ser confortável de forma a não limitar os movimentos. O calçado também deve ser bem ponderado pois é uma peça fundamental para absorver o impacto, proteger as articulações e dar estabilidade.
  • Faça o aquecimento: prepare o corpo para a sessão de exercício físico começando com exercícios de aquecimento que preparem os músculos para o esforço que virá a seguir.
  • Mantenha-se hidratado: os especialistas recomendam beber água para repor os líquidos perdidos na transpiração e facilitar a recuperação do esforço.
  • Escolha exercícios adequados à sua condição: a atividade física deverá respeitar o seu nível de experiência. Para iniciantes da prática desportiva (e mesmo para quem tenha um estilo de vida mais desportivo, mas que esteja a começar uma nova modalidade), é importante que se adapte de forma gradual e que respeite sempre os seus limites e o seu bem-estar. Até porque os benefícios da atividade física advêm mais da regularidade dos treinos do que da carga. Considere recorrer ao apoio de um especialista que o possa ajudar a planear e adaptar-se aos treinos, com o menor risco de lesão.
  • Não se esqueça dos alongamentos: tão importante como a forma como começa a fazer o exercício físico é a forma como termina cada sessão. Assim, deverá prever no final do treino alguns minutos para alongar os músculos ao mesmo tempo que abranda o ritmo cardíaco.

Fonte: Zurich

PUB
www.pingodoce.pt/pingodoce-institucional/revista-sabe-bem/o-melhor-do-alentejo-na-sua-mesa-de-pascoa/?utm_source=vivaporto&utm_medium=banner&utm_term=banner&utm_content=080321-ta5&utm_campaign=sabebem60

Viva! no Instagram. Siga-nos.