Sogrape

Estudo revela os alimentos que “aliviam a ansiedade”

Estudo revela os alimentos que “aliviam a ansiedade”

Durante o último ano, os níveis de ansiedade aumentaram expressivamente junto da população portuguesa, com a maior parte dos cidadãos a indicarem que se sentem particularmente ansiosos, seja devido ao cenário pandémico que o país atravessa, pela incerteza quanto ao futuro ou mesmo por situações diárias.

Atendendo aos transtornos de ansiedade, que representam uma das doenças mentais mais comuns, diversos indivíduos começaram a adotar mecanismos próprios que os ajudem a controlar estas sensações. Entre eles, está a procura por acompanhamento profissional, a necessidade de se refugiar num lugar que transmita paz, como a natureza, a realização de meditação e/ou atividades que permitam esquecer os “problemas” do dia a dia e ainda a alimentação.

Um estudo desenvolvido pelo Weizmann Institute of Science revelou, recentemente, que a alimentação pode ter um papel preponderante no controlo da ansiedade. Para que esta surta os efeitos desejados, é necessário o consumo de uma substância vegetal específica, presente em determinados alimentos.

A substância em causa, conhecida como beta-sitosterol, como citado pelo Notícias ao Minuto, pode “desempenhar um papel fundamental na redução dos níveis de ansiedade” e está presente em alimentos vegetais como o abacate. Além disso, pode ainda ser encontrada em frutos secos, como amêndoas, nozes e cajus, pistachos, óleo de canola e em alguns cereais e leguminosas.

Para chegarem a esta conclusão, os investigadores realizaram uma série de experiências comportamentais, que permitiu descobrir que o “beta-sitosterol produziu um efeito calmante em roedores”. “Tanto naqueles que apenas receberam a substância, como naqueles que a tomaram em conjunto com o antidepressivo Prozac”, indicou a investigação.

Viva! no Instagram. Siga-nos.