PUB
Santander Saúde

Espólio da Viagem Medieval da Feira em filme sobre tragédia de Pedro e Inês

Espólio da Viagem Medieval da Feira em filme sobre tragédia de Pedro e Inês
Os adereços da Viagem Medieval de Santa Maria da Feira integram a produção do filme “A trança de Inês”, inspirado na obra homónima de Rosa Lobato Faria. A estreia da película será em 2018 – ano em que a Viagem Medieval será dedicada ao reinado de Pedro I.

PUBLICIDADE - CONTINUE A LEITURA A SEGUIR

De acordo com a organização da Viagem Medieval de Santa Maria da Feira, a obra cinematográfica é realizada por António Ferreira, tem produção luso-franco-brasileira, retrata o drama do “amor proibido” entre o rei Pedro e Inês, e está em rodagem em Coimbra até 15 de julho.
A decoração dos cenários de época do filme será feita com algum do espólio da Viagem Medieval: peças de mobiliário como camas, bancos, cadeiras e cómodas; acessórios como archotes, espelhos, baús, tabuleiros de damas e louças de estanho; e também várias peças de índole militar como lanças, escudos, espadas e alabardas.
Para além disso, a Viagem Medieval “também apoiou a produção na composição decorativa, no rigor histórico e na conceção artística”.
“A estreia do filme será em 2018 – ano em que a Viagem Medieval será dedicada ao reinado de Pedro I – e o filme terá uma sessão especial em Santa Maria da Feira com a presença do realizador e atores”, acrescentou à Lusa fonte da organização do evento.
Diogo Amaral, no papel de Pedro, e Joana de Verona, no de Inês, serão os protagonistas de “A trança de Inês”, sendo que o enredo envolve três cronologias distintas para o amor trágico entre essas duas personagens: uma narrativa decorre na época medieval, outra na atualidade e a terceira “num futuro distópico”.
O fator comum é que, “em todas as épocas, Pedro e Inês conhecem-se e apaixonam-se descontroladamente, enfrentando os tabus que teimam em separá-los”.
A parceria em causa foi formalizada através de um protocolo de colaboração entre a empresa municipal Feira Viva, a Federação das Coletividades de Cultura e Recreio do Concelho da Feira, a Sociedade de Turismo de Santa Maria da Feira e a produtora Diálogos Atómicos.
Como contrapartida à atual cedência de material cénico, esse protocolo estabelece que “todos os objetos produzidos especificamente para as gravações do filme serão depois cedidos, a título definitivo e gratuito, à Viagem Medieval, cuja marca também será associada a todo o material promocional da obra”.
De referir que, em 2017, a Viagem Medieval em Terra de Santa Maria acontece de 2 a 13 de agosto, recuando até ao século XIV e ao reinado de D. Afonso IV.

PUBLICIDADE - CONTINUE A LEITURA A SEGUIR

PUB
Pingo Doce- Revista Sabe Bem