CIN - Branco Perfeito

Elétricos na linha 22 suspensos por cerca de três anos

Elétricos na linha 22 suspensos por cerca de três anos

O elétrico da linha 22 fez na terça-feira a sua última viajem pelas ruas do centro do Porto. A partir desta quarta-feira, 10 de novembro, ficará suspenso, numa medida que deve vigorar durante cerca de três anos.

O encerramento da linha deve-se ao “evoluir das obras de alargamento da rede de metro” na cidade, em concreto à construção da nova linha Rosa, entre as estações de São Bento/Praça da Liberdade à Casa da Música, que arranca para uma nova fase, encerrando ao trânsito a Rua dos Clérigos.

A Câmara Municipal do Porto estabeleceu novas vias de circulação para os veículos automóveis, contudo a linha de elétrico que faz o percurso “circular Carmo-Batalha” (linha 22) “terá de ser encerrada até as obras se darem por concluídas”, explica a Sociedade de Transportes Colectivos do Porto (STCP)., em comunicado.

Tendo em conta a suspensão desta linha, a empresa adianta que conta com “mais duas linhas de elétrico de serviço público que percorrem alguns dos locais mais procurados da cidade”. Em causa está a linha 1, que faz a marginal do Rio Douro, entre o Infante e o Passeio Alegre, na Foz, que oferece viagens de 20 em 20 minutos, e a linha 18, Carmo-Passeio Alegre, que será prolongada desde o Museu do Carro Eléctrico até ao Passeio Alegre a partir de 13 de novembro.

“Esta linha 18 vai assim deixar de fazer apenas a ligação Carmo-Massarelos e passará a realizar o percurso Carmo-Passeio Alegre, contando com mais oito paragens em cada sentido de circulação (Bicalho, Ponte Arrábida, Encosta da Arrábida, Ouro, Fluvial, Dona Leonor, Cantareira e Passeio Alegre)”, sublinha, acrescentando que terá uma oferta de 30 em 30 minutos.

De acordo com a STCP, este alargamento foi a solução encontrada para “continuar a proporcionar uma oferta apelativa viagens de elétrico na cidade, agora com passeios até à Foz”. No entanto, devido às obras da construção da estação do Metro Hospital de Santo António, a linha 18 estará também suspensa até sábado, dia 13 de novembro.

Na mesma nota, a empresa recorda que a linha 22, inaugurada em 21 de setembro de 2007, fazia o seu percurso por toda a baixa da cidade, percorrendo algumas das artérias mais emblemáticas, ligando a Cordoaria com a Praça da Liberdade, S. Bento, Praça da Batalha e Guindais com a Rua Santa Catarina, Aliados e a Rua de Ceuta, para depois regressar à Cordoaria.

PUB
www.pingodoce.pt/campanhas/sabor-do-mes/?utm_source=cm&utm_medium=banner&utm_term=leaderboardmobile&utm_content=carne&utm_campaign=sabordomes