Sabor do mês PD - peixe

Dormidas no Porto apresentam um crescimento pós-pandemia

Dormidas no Porto apresentam um crescimento pós-pandemia

O Instituto Nacional de Estatísticas (INE) divulgou que nos primeiros três meses do ano, foram registadas 625 mil dormidas no município do Porto, o que representa um crescimento do turismo pós-pandemia.

Tendo o ano de 2021 como termo de comparação, onde apenas se registaram 64 mil dormidas, a taxa de dormidas no concelho aumentou em 970%, contabilizando-se, em janeiro mais de 125 mil, fevereiro mais de 208 mil e março com mais de 292 mil.

O numero apresentado de março perfaz 15€ do total nacional (este totalizou mais de quatro milhões, correspondendo a um aumento de 543,2%). Os níveis atingidos este ano mantiveram-se, no entanto, inferiores aos observados antes da pandemia, com redução de 5,1% nas dormidas face a março de 2019, no Porto.

Segundo os dados avançados pelo INE, conclui-se que durante o primeiro trimestre, mais de 165 mil dormidas na cidade corresponderam a residentes (26,4% do total), enquanto os não residentes registaram mais de 459 mil dormidas (73,6%).

Em termos nacionais, em março, o setor do alojamento turístico registou 1,6 milhões de hóspedes e quatro milhões de dormidas. O mercado interno contribuiu com 1,3 milhões de dormidas e os mercados externos com 2,7 milhões.

PUB
www.pingodoce.pt/pingodoce-institucional/revista-sabe-bem/diga-ola-ao-verao-com-a-sabe-bem/?utm_source=cm&utm_medium=banner&utm_term=leaderboardmobile&utm_content=sabebem&utm_campaign=sabebem