BPI

Digital: 5 tipos de entretenimento online que vieram para ficar

Digital: 5 tipos de entretenimento online que vieram para ficar

O ser humano auxilia-se de hábitos, preconceitos e conveniências para facilitar a sua interpretação do mundo, mas a intensa evolução tecnológica que ocorreu nos últimos 20 anos tem feito abanar muitas das práticas, pilares e comportamentos que durante décadas foram comummente aceites como mais aprazíveis e eficientes. Apetrechados de ferramentas tecnológicas como os wearables ou os hearables já podemos vestir dispositivos inteligentes, ligados à rede e que sabem tudo sobre nós, e os smartphones são hoje uma extensão dos nossos corpos, alterando indelevelmente a forma como nos comportamos.

Enquanto ávidos consumidores de conteúdos que somos, o digital representa hoje um papel fundamental nas nossas vidas. Engolimos, digerimos e regurgitamos histórias à velocidade da luz e queremos estar entretidos a toda a hora. Como num filme americano, o mais simples período de silêncio ou de quietude parece estranho e tem de ser preenchido. Com efeito, existem várias opções online que satisfazem esse desejo insaciável e que se afirmam de forma paulatina como imprescindíveis para o comum cidadão. Estas são algumas das formas de entretenimento mais populares no online.

Fonte: Pixabay

1. Séries e Filmes

As plataformas de streaming como a Netflix, a Amazon Prime Video, a HBO Max ou a Disney Plus já fazem parte da mobília das casas, substituindo a televisão tradicional em muitos dos lares portugueses. As séries favoritas tornaram-se quase parte da identidade das pessoas e o sentimento de pertença que séries como Game of Thrones ou La Casa de Papel proporcionaram aos fãs ajudaram em muito a que estas plataformas se sedimentassem no mercado. De resto, a preferência por estas plataformas é tal, que o circuito tradicional de distribuição de filmes foi alterado irreversivelmente. Se há uns anos era impensável que um filme de grande orçamento não estreasse no cinema, hoje é hábito comum que isso aconteça e um sinal claro de que o futuro passa mais pelo sofá de casa do que pela sala de cinema.

Fonte: Pixabay

2. Música e Podcasts

Paralelamente ao cinema, a música e os podcasts estão cada vez mais ligados ao online. Para além de ter servido de alavanca ao crescimento desmedido do YouTube, a música é hoje talvez o exemplo mais paradigmático de um tipo de entretenimento que migrou quase integralmente para o digital. Hodiernamente, os vinis e os CD assumem-se mais como uma comodidade de nicho ou um fetiche de colecionador do que propriamente uma forma de ouvir música. Mesmo online, o download de música caiu em desuso e o streaming ocupa o lugar de praticamente todas as preferências neste segmento. A possibilidade de criar playlists, partilhar músicas com um par de cliques ou ouvir os podcasts mais populares atesta a popularidade de plataformas como o Spotify, o YouTube Music ou o Deezer.

3. Casinos Online

A adrenalina associada ao poker, ao blackjack ou às slot machines é única e já pode ser experienciada em qualquer lugar e a qualquer hora. A indústria de casinos online em Portugal conta com várias opções diferenciadas, que possibilitam experienciar algo muito parecido àquilo que se passa num casino físico. A tendência é que essas experiências sejam ainda melhoradas no futuro, com o aperfeiçoamento e a massificação de tecnologias como a realidade virtual, o 3D ou a realidade aumentada. Para além dos sempre entusiasmantes bónus de boas-vindas, estas plataformas adaptam as suas ofertas às diferentes necessidades dos seus utilizadores, permitem levantamentos rápidos e uma comodidade gigantesca através do telemóvel, tablet ou computador. Por tudo isto, assiste-se cada vez mais a uma maior popularidade dos casinos online em países onde o hábito de ir ao casino não está assim tão enraizado, como é o caso de Portugal.

Fonte: Pixabay

4. Desporto e Apostas Desportivas

O desporto goza de uma popularidade sem precedentes e que já não diz respeito apenas ao futebol. Desportos como o basquetebol, o ciclismo, o andebol ou o ténis têm hoje uma visibilidade muito maior e as plataformas de streaming online como a Eleven Sports ou a Sport TV têm muita responsabilidade nessa mudança. Este interesse pelo desporto reflete-se também noutros quadrantes. As apostas desportivas são um mercardo consolidado que cada vez mais surge associado às grandes marcas do desporto mundial e que tem recebido novos apreciadores todos os anos. Na Premier League existem 10 equipas que possuem patrocínios de casas de apostas online nas suas camisolas, enquanto na Liga Santander 8 das 20 equipas da prova são patrocinadas por casas de apostas online.

5. Cursos e Compras

O espaço online é também perfeito para aprender, já que plataformas como a Khan Academy, o Udacity ou a Masterclass permitem adquirir competências e conhecimentos nas mais variadas áreas de forma cómoda e bastante económica. Estas plataformas possuem cursos bastante completos e garantem um certificado de conclusão do curso, que pode ser agregado ao LinkedIn ou exibido no CV. De resto, as próprias universidades utilizam o online para complementar os cursos que possuem. A comodidade é talvez o aspeto que melhor explica a preferência pelos cursos online e apresenta-se também como o predicado mais importante no que diz respeito às compras online. As plataformas de eCommerce como a Amazon, a Wish ou o eBay permitem o acesso a uma diversidade incrível de artigos, aflorar os benefícios de cada opção com toda a calma e conforto, pagar em segurança e receber os produtos em casa com toda a comodidade. Na maior parte das vezes, os utilizadores até utilizam estas lojas como uma forma de entretenimento diário. Parece que até o hábito de sair de casa para ir ver as montras foi substituído por um serviço online.

Numa altura em que o 5G começa a fazer parte do agenda setting, espera-se que esta influência do online se espalhe a outras áreas e a dependência do digital seja ainda maior nos próximos anos. Com tecnologias ainda mais aprimoradas e adaptadas às necessidades dos utilizadores, não é descabido que muitas das plataformas acima referidas ocupem o lugar dos players que durante anos a fio lideraram as suas indústrias através do offline. Aliás, a tendência parece centrar-se no aparecimento de novos players com total vocação para o digital, já que a preferência dos consumidores parece ser inequívoca. 

PUB
Pingo Doce Sabe Bem

Viva! no Instagram. Siga-nos.