Revista Sabe Bem PD - julho/agosto

“Dificilmente se irá verificar próxima fase de desconfinamento”, alerta Governo

“Dificilmente se irá verificar próxima fase de desconfinamento”, alerta Governo

Depois do aumento exponencial do número de casos que se tem verificado nos últimos três dias consecutivos, Portugal está em risco de não avançar para a próxima fase de desconfinamento, prevista arrancar a 28 de junho.

O alerta é do Governo e surgiu na última quinta-feira, depois da habitual reunião do Conselho de Ministros, onde foram anunciados os concelhos que recuam, travam ou avançam no desconfinamento.

A ministra da Presidência sublinhou que “a situação epidemiológica tem vindo a deteriorar-se” e que, por isso, “dificilmente se irá verificar” a próxima fase de desconfinamento. “Estamos hoje, claramente, numa situação já bastante longe da zona verde e, portanto, o país está numa situação mais preocupante do que estava há uma semana”, afirmou Mariana Vieira da Silva.

De acordo com a responsável, Portugal contabiliza, atualmente, uma incidência de 90,5 e um índice de transmissão (Rt) de 1,13.

Entre os 10 concelhos que recuam no processo de desconfinamento estão Braga e Lisboa, onde, inclusive, o Governo decretou a proibição de e para a Área Metropolitana de Lisboa ao fim de semana. A medida vigora entre as 15h00 desta sexta-feira e as 06h00 de segunda-feira.

Segundo Mariana Vieira da Silva, a restrição em causa reflete “a tentativa de não alargar para o resto do País”.
Em situação de alerta, por terem registado, ao longo da última semana, mais de 120 casos por 100 mil habitantes, estão os concelhos de Alcochete, Águeda, Almada, Amadora, Barreiro, Grândola, Lagos, Loures, Mafra, Moita, Montijo, Odivelas, Oeiras, Palmela, Sardoal, Seixal, Setúbal, Sines, Sobral de Monte Agraço e Vila Franca de Xira.

Recorde-se que, de acordo com o último boletim epidemiológico da Direção-Geral de Saúde, divulgado na quinta-feira, Portugal registou, nas últimas 24 horas, 1.233 novos casos de covid-19 e duas mortes.

Desde março de 2020, o país já confirmou 861.628 contágios e 17.057 óbitos.

PUB
www.pingodoce.pt/campanhas/sabor-do-mes/?utm_source=cm&utm_medium=banner&utm_term=leaderboardmobile&utm_content=peixe&utm_campaign=sabordomes