CIN AquaStop

Dicas para zelar pela segurança dos adolescentes durante as férias

Dicas para zelar pela segurança dos adolescentes durante as férias

As férias de verão são, regra geral, sinónimo de descanso, novas amizades e muita adrenalina à mistura, o que pode revelar-se uma verdadeira dor de cabeça para os pais, sobretudo de filhos adolescentes. Findado o período escolar, os jovens deixam de estar cingidos a um horário específico, com muitas mais horas vagas e livres para novas aventuras, seja em casa ou na rua.

De forma a sossegar os pais, que, muitas vezes, continuam a trabalhar neste período, a Securitas Direct partilhou algumas recomendações sobre como “encontrar um equilíbrio perfeito entre a liberdade dos adolescentes em período de férias e a tranquilidade dos pais”.

O primeiro conselho passa, assim, por saber sempre onde estão os seus filhos. Numa altura em que estar de férias com os amigos constitui um marco importante na independência dos adolescentes, é importante que “os pais valorizem e promovam estes momentos de liberdade”, sobretudo quando se tratam de idades mais avançadas da adolescência. Contudo, alerta, é fundamental saberem sempre “onde estes vão [ou têm planeado ir] durante o dia”.

Adicionalmente, é também importante que os pais tenham pelo menos o contacto de um dos amigos dos filhos, sempre que eles estejam ausentes por vários dias. Desta forma, poderão sempre recorrer a este contacto “em caso de emergência”.

Outra forma para que os pais possam ficar mais tranquilos no momento das saídas dos filhos é estabelecer um horário para regressarem a casa. “A hora dependerá do tipo de programa que o filho tem planeado (diurno ou noturno) e, claro, do bom senso dos dois lados”, sendo que, em caso de eventuais atrasos, é importante os adolescentes avisarem os pais, para que estes não fiquem preocupados.

No caso de os jovens optarem por ficarem em casa e desfrutarem somente do entretenimento da televisão, computador ou consolas de jogos, os pais devem estar particularmente atentos e, se necessário, incentivar ao desenvolvimento de atividades lúdicas ou desportivas fora de casa. “Muitas autarquias têm programas desportivos específicos para esta altura do ano, onde os jovens podem continuar a praticar atividades e socializar”, indica a empresa.

Para alguns pais, pode também ser importante a utilização de aplicações ou serviços que possam alertar e prestar auxílio em caso de emergência.

Viva! no Instagram. Siga-nos.