Santander Escolhas 1

Concurso para nova ponte entre Porto e Gaia com sete candidatos

Concurso para nova ponte entre Porto e Gaia com sete candidatos

O concurso público de conceção-construção da nova ponte sobre o Douro, que vai ligar as cidades do Porto e de Vila Nova de Gaia, intitulada D. António Francisco dos Santos, tem sete candidatos.

A informação foi avançada esta quarta-feira pela Câmara Municipal de Vila Nova de Gaia, que indica que, agora, irá decorrer “a respetiva análise do júri, a fim de selecionar os candidatos que cumpram com os requisitos técnicos e financeiros estabelecidos no concurso”.

Em causa está um “concurso limitado por prévia qualificação, cuja primeira fase do procedimento, em curso, visa a qualificação prévia dos candidatos”. Posteriormente, os candidatos qualificados serão convidados a apresentar propostas, num prazo de sete meses, nas quais deverão incluir um “estudo prévio da solução global da ponte que se propõem executar, cumprindo com os requisitos técnicos e outros impostos nas peças de concurso”, explica a autarquia.

Terminada a fase de concurso, que culmina com a adjudicação ao concorrente vencedor, iniciar-se-á a fase de execução contratual, composta por dois momentos: a execução de estudos e projetos, durante os primeiros 12 meses, e a execução da empreitada nos 24 meses seguintes, acrescidos de dois meses de ensaios.

O preço base do concurso de conceção-construção é de 38,5 milhões de euros e determina um prazo máximo de execução de 1150 dias, apontando, assim, o final da empreitada para 2025.

A nova ponte sobre o rio Douro, recorde-se, será construída a montante da ponte de São João e a jusante da ponte do Freixo, ligando Vila Nova de Gaia, na zona de Quebrantões – e da qual nascerá uma nova via de ligação à rotunda Gil Eanes – à marginal ribeirinha do Porto.

A ponte D. António Francisco dos Santos, assim designada em homenagem ao falecido Bispo da Diocese do Porto, terá uma extensão total aproximada de 625 metros, dos quais 300 se desenvolvem sobre o leito do rio Douro e os restantes 325 sobre terrenos de Vila Nova de Gaia. O seu tabuleiro terá duas faixas de rodagem, com duas vias de circulação cada, um separador central, e passeios e ciclovias unidirecionais de ambos os lados.

Em Vila Nova de Gaia, o acesso será realizado através da construção de uma rotunda e de um novo arruamento com aproximadamente 590 metros de extensão, que por sua vez ligará à rotunda Gil Eanes. Por sua vez, do lado do Porto, prevê-se a construção de uma rotunda sobrelevada à atual avenida Paiva Couceiro, interligada a esta através de dois ramos de ligação em viaduto.

PUB
www.youtube.com/watch?v=sGBN85XLjXI/?utm_source=cm&utm_medium=banner&utm_term=leaderboardmobile&utm_campaign=natal