CM Matosinhos

Comunidades Judaica e Católica do Porto juntam-se para apoiar o combate à pobreza criada pela covid-19

Comunidades Judaica e Católica do Porto juntam-se para apoiar o combate à pobreza criada pela covid-19

A Comunidade Judaica e a Comunidade Católica do Porto lançaram, este mês, o filme “A Luz de Judá”, produzido com o apoio de filantropos judeus, como parte de um projeto inter-religioso e de luta contra o antissemitismo que une a Comunidade Israelita e a Diocese do Porto, e cujas receitas reverterão, na sua totalidade, para apoiar instituições importantes no combate à pobreza criada pela atual pandemia.

Na cerimónia de lançamento, Dias Ben Zion, presidente da Comunidade Judaica do Porto, afirmou que “através destas instituições, em conjunto, conseguirão alcançar as pessoas que, por causa da pandemia, estão cada vez mais numa situação de pobreza e fome”.

Por sua vez, D. Manuel Linda, Bispo do Porto, disse existirem “ótimas relações humanas e de amizade entre a comunidade católica e judaica no Porto”, facto “relevante”, uma vez que, “pela primeira vez, judeus e católicos têm bom ambiente de coexistência”. “O importante é o futuro e construir relações de amizade porque o mundo já está cheio de violência. É preciso dar exemplos de paz e trabalhar valores de colaboração, desenvolvimento humano e de paz”, destacou.

Banco Alimentar contra a Fome, Centro Social da Sé, Centro Social e Paroquial de Nª Senhora da Conceição e Benéfica Associação Mutualista são algumas das instituições que serão apoiadas pelas duas comunidades.

O filme é também dedicado a “um judeu português falecido em 10 de março de 2019 quando um Boing 737-Max se despenhou na Etiópia, provocando a morte de 157 pessoas, entre as quais Shimon Reem Biton, judeu sefardita que estava em processo de obtenção da nacionalidade portuguesa”. “Mesmo depois deste desastre, a sua irmã procurou dar continuidade ao processo de nacionalidade. Todavia, já era tarde. Desta forma, o nome de Shimon Reem Biton fica para sempre ligado ao filme «A Luz de Judá»”, lê-se no comunicado enviado à VIVA!.

Importante referir que esta iniciativa surge na sequência de um projeto conjunto entre as duas instituições, apresentado ao público em dezembro, que engloba a promoção de visitas turísticas no Paço Episcopal e no Museu Judaico do Porto e a realização de quatro filmes que narram acontecimentos reais ocorridos na sociedade portuguesa, ao longo de séculos.

Créditos fotos: CJP

PUB
Pingo Doce Sabe Bem

Viva! no Instagram. Siga-nos.