CMPorto

Centro Hospitalar Universitário do Porto distinguido como melhor hospital do país pelo sexto ano

Centro Hospitalar Universitário do Porto distinguido como melhor hospital do país pelo sexto ano

O Centro Hospitalar Universitário do Porto foi distinguido pelo sexto ano consecutivo como melhor hospital do país, na área da excelência clínica. 

A avaliação e atribuição dos prémios de desempenho é feita pela consultora multinacional IASIST, que atribui cinco galardões, um para cada tipologia de hospital distinguido no top5, segundo os critérios de classificação das unidades de saúde definidos pela Administração Central do Sistema de Saúde (ACSS).  

Os hospitais são avaliados por grupos, que vão do B ao E, crescendo em dimensão e complexidade das unidades.  

O grupo E refere-se aos hospitais centrais e universitários, no qual o Centro Hospitalar Universitário do Porto saiu vencedor, concorrendo com o Centro Hospitalar Universitário de Lisboa Norte, EPE e o Centro Hospitalar Universitário de Coimbra, EPE. 

Para José Barros, diretor clínico do Centro Hospitalar Universitário do Porto, este reconhecimento é dedicado a todos os trabalhadores, estudantes e parceiros institucionais. “Continuaremos solidários, cooperantes, competitivos, dando primazia à ciência, à evidência, à cooperação entre pares e entre profissões, à crítica construtiva, mas feita em tempo real e à lealdade instituição”, afirmou, acrescentando que o Centro Hospitalar se define como “um centro dedicado à assistência, ao ensino, aos internatos médicos, à formação, à inovação e à investigação clínica e científica”.  

“Trabalhamos para que estes sejam os domínios reais do nosso desenvolvimento. A nossa matriz é o Hospital de Santo António, associado ao ensino médico há quase 200 anos”, sublinhou. 

De referir que no top5 d’a excelência clínica dos hospitais do país, premiados pelo seu desempenho no ano passado, encontram-se ainda os hospitais de Braga (vencedor do grupo D), Cascais (vencedor do grupo C) e Santa Maria Maior-Barcelos (vencedor do grupo B) e a Unidade Local de Saúde do Alto Minho. A avaliação foi feita tendo em conta três indicadores de referência, a saber: produtividade assistencial, desempenho económico e financeiro e segurança do doente. 

PUB
www.pingodoce.pt/campanhas/sabor-do-mes/?utm_source=cm&utm_medium=banner&utm_term=leaderboardmobile&utm_content=carne&utm_campaign=sabordomes