CMPorto

Crónica de Hugo Sousa

Crónica de Hugo Sousa Antes de mais, quero agradecer à revista Viva o convite para escrever uma crónica nesta prezada edição, embora fizesse mais sentido usá-la para pôr uma senhora sem roupa ao estilo dos pósteres dos anos 80, que os camionistas exibiam na sua cabine. Mas ok.
Estes pósteres fizeram parte de uma geração. Lembro-me que, nessa altura, não era uma prática exclusiva dos camionistas. Era extensível a sapateiros. Durante os meus quatro anos da primária (sim, juro que acabei em 4 anos!) na escola 37, percorria a rua de Costa Cabral...

Ver Mais

Processos e estratégias do envelhecimento em meio urbano, por Cláudia Moura

Processos e estratégias do envelhecimento em meio urbano, por Cláudia Moura A vida na velhice é um acto de liberdade e de escolha, num quadro determinado por coordenadas.

Deixo-vos a pensar… a sociedade actual é confrontada perante o paradoxo do fenómeno do envelhecimento – se o desenvolvimento tecnológico da humanidade, avanço da medicina e da ciência, facilita o aumento da longevidade, também instala a questão: mas, o que fazer com este tempo?
Daí a urgência em transformar tempo em razão e, por conseguinte, em emoção.
A crescente longevidade circunscreve a introdução de novas...

Ver Mais

Música ao vivo na noite portuense, por José Pimenta de França

Música ao vivo na noite portuense, por José Pimenta de França A noite do Porto é intensa, com milhares de pessoas nas ruas, percorrendo dezenas de bares sofisticados. Todos têm música ambiente (gravada ou com DJ, na esmagadora maioria). Mas os que oferecem música ao vivo com programação regular contam-se pelos dedos de uma mão. Se a música ao vivo desse muito dinheiro, haveria no Porto dezenas de casas a disputar o mercado, mas o negócio está difícil, por isso, são poucas as alternativas que a cidade oferece aos seus residentes e visitantes.
Na área do jazz e dos blues, as poucas casas...

Ver Mais

Porto: cobiça e respeito, por Nassalete Miranda

Porto: cobiça e respeito, por Nassalete Miranda Porto é nome que ultrapassa cidade, área metropolitana, região, país e europa. Porto é sinónimo de mundo. Agrega Cultura, Património, História, Cidadania, Ciência, Universidade, Tradição.
Porto é teatro e cinema, música e artes “belas”, literatura, imprensa, arquitectura e vinho.
Porto é um jeito de ser e de sentir, de teimar e de resistir.
Porto é liberdade e patriotismo no coração de D. Pedro IV.
Porto é sotaque fechado em ruas estreitas e íngremes; é casario em reboliço nocturno à beira rio, que...

Ver Mais

Bem-vindos ao Porto, por Padre Américo Aguiar

Bem-vindos ao Porto, por Padre Américo Aguiar

Queremos com tudo isto reforçar o trabalho em REDE. Não esqueçamos que esta é a palavra-chave para muito do sucesso que desejamos como cidade e país. E, neste âmbito do Turismo, temos tudo a ganhar com o potencializar de sinergias. De nada valerá correr sozinho. Sabemos que não estamos a descobrir a pólvora e que são muitos os agentes, públicos e privados, que têm feito um trabalho meritório na oferta turística nacional, do Porto e Norte. Este aumento do número de turistas de visita a Portugal é certamente resultado desse...

Ver Mais

Eu sou do Porto?, por Maria José Azevedo

Eu sou do Porto?, por Maria José Azevedo

E assim se mantém o embaraço, porque eu gosto de dizer que sou do Porto, porque é isso que sinto – foi a terra que escolhi para viver e aqui fixar raízes, já lá vão quase trinta anos – tenho com o Porto, se não uma união de direito, uma união de facto – desde logo porque essa ligação resulta de uma escolha, não foi obra do destino. Aqui ganhei uma família, criei uma filha, fiz amigos para a vida – por isso, é o meu porto de chegada.

Quando aqui cheguei, estranhei – o cinzento do granito, as ruas estreitas,...

Ver Mais

Nuno Grande, por António Vilar

Nuno Grande, por António Vilar

Com este humano evento – o seu e o nosso adeus – mais uma noite sem lua acontece na nossa impiedosa sociedade que, cada vez mais desumanizada, caminha a passos largos para a tragédia final – suspensa a democracia, uma certa liberdade poderá fazer, a seu tempo, retornar o fascismo. Não devia, pois, deixar-nos por aqui quando vivemos num país agrilhoado por poderes não eleitos e mortificado por eleitos imbecis; quando há crescentemente fome em muitos lares e a saúde deixou de ser um direito humano incontestável; quando a...

Ver Mais

Feliz no Porto, por Beatriz Pacheco Pereira

Feliz no Porto, por Beatriz Pacheco Pereira

Pense como temos sorte em ter este rio neste local mágico – deixemos a Ribeira para os turistas – e mergulhe o olhar nas pedras da margem.
Depois almoce na Praia do Ourigo e faça um passeio pela Avenida do Brasil, sem pressa, comendo um “croissant” no caminho. No Homem do Leme pare e olhe para o mar. Quantas cidades possuem este mar? E este mar ao pôr-do-sol? O mais admirável de todos os mares.
Depois sinta-se feliz por estar no Porto.

Beatriz Pacheco Pereira
Directora do Fantasporto e...

Ver Mais

Viva! no Instagram. Siga-nos.