PUB
Recheio 2024 Profissional

Capela do Porto vai ser centro de acolhimento para peregrinos

Capela do Porto vai ser centro de acolhimento para peregrinos
A capela seiscentista de Nossa Senhora das Verdades, no centro histórico do Porto, vai ser um centro de acolhimento para os peregrinos que passem pela cidade.

PUBLICIDADE - CONTINUE A LEITURA A SEGUIR

“É objetivo central da Câmara Municipal do Porto a sinalização do Caminho [Português da Costa dos Caminhos de Santiago] que inicia no Cais da Ribeira (…), bem como a criação de um centro de acolhimento e orientação para os muitos peregrinos que chegam e partem do Porto”, revelou, na terça-feira, o autarca portuense, Rui Moreira, durante a apresentação do projeto intermunicipal ”Valorização dos Caminhos de Santiago – Caminho Português da Costa”, projeto que conta com a participação de dez municípios do Norte de Portugal.
O novo centro de acolhimento a peregrinos vai ficar instalado na capela seiscentista de Nossa Senhora das Verdades, um monumento inserido no centro histórico do Porto e que há 20 anos a UNESCO incluiu oficialmente na lista do Património Cultural da Humanidade.
“Foi a importância patrimonial deste imóvel e a sua localização privilegiada na proximidade da Sé do Porto que nos fez escolhê-lo para o início desta viagem, que liga os dez municípios e nos leva para Santiago”, na Galiza (Espanha), explicou Rui Moreira.
No que diz respeito ao local de começo do Caminho de Santiago, o Porto assume a terceira posição (6,38%), a seguir à localidade espanhola de Sarria (25,83%) e à francesa de Saint Jean Pied de Port (12,11%).
No total, os Caminhos de Santiago (em todas as suas variantes e percursos) foram terminados por 277.854 peregrinos no ano de 2016, sendo 63% correspondentes ao Caminho Francês, 18% ao Caminho Português (o que maior crescimento teve, com 12,89%), 6% ao Caminho do Norte, 4% à Via de la Plata, 4% ao Caminho Primitivo e 3% ao Caminho Inglês.
A requalificação do Caminho Português da Costa, que foi apresentada na terça-feira no Porto, uniu os municípios do Porto, Matosinhos, Maia, Vila do Conde, Póvoa de Varzim, Esposende, Viana do Castelo, Caminha, Vila Nova de Cerveira e Valença.
O projeto, que recebeu o apoio de fundos europeus através do Norte 2020, contou com um investimento global orçado em 2,1 milhões de euros para promover a valorização do património turístico, cultural e religioso, com, por exemplo, a criação de centros de acolhimento e albergues para peregrinos, uma sinalética e identidade gráfica comuns aos dez municípios do Norte de Portugal e uma página da Internet.
O agora requalificado Caminho Português da Costa começa no Cais da Ribeira, passa pela Sé, atravessa a cidade passando por Cedofeita e chega ao Monte dos Burgos, dando entrada no concelho de Matosinhos e prosseguindo pela Maia, Vila do Conde, Póvoa de Varzim, Esposende, Viana do Castelo, Caminha e Vila Nova de Cerveira até Valença.

PUBLICIDADE - CONTINUE A LEITURA A SEGUIR

PUB
Pingo Doce- Revista Sabe Bem