PUB
CIN - Branco Perfeito

Canil do Porto pede melhores condições e acesso a voluntários

Canil do Porto pede melhores condições e acesso a voluntários

PUBLICIDADE - CONTINUE A LEITURA A SEGUIR
A Câmara Municipal do Porto recebeu um protesto com cerca de cem pessoas que pretendem conseguir melhores condições para o canil da cidade e apelar para que seja permitido o acesso a voluntários.

Sandra Silva, responsável pela organização da concentração através do Facebook, classificou as atuais instalações do canil municipal como “uma miséria” e sublinhou que “o animal já é abandonado, vai para um canil, ao menos que tenha uma qualidade de vida enquanto espera pela adoção”.
Fonte oficial da autarquia do Porto, em comunicado à agência Lusa, lembrou que a autarquia “tem estimulado a adoção, através de uma campanha de comunicação e da oferta da esterilização”.
“Quanto ao edifício, que tem mais de 70 anos, a Câmara Municipal do Porto reconhece que há décadas que ele precisa de ser revisto. Está por isso previsto nos planos obras ou a sua substituição num prazo que não está definido. Ou seja, assim que for possível avançar com o projeto isso será comunicado”, referiu a mesma fonte da câmara municipal.
Sandra Silva, que afirmou não estar ligada a qualquer associação, disse que tem feito repetidos apelos para que seja permitido o voluntariado – associativo ou particular – no canil, “porque a cidade do Porto ainda tem muita gente que quer ajudar os animais”.
A organizadora do protesto, que tinha prevista a participação do deputado do partido Pessoas – Animais – Natureza (PAN), André Silva, acrescentou que nunca chegou a receber qualquer resposta aos vários pedidos de reunião que endereçou ao vereador com o pelouro do Ambiente, Filipe Araújo.
“A forma como tratamos os animais que connosco compartem esta casa comum é uma marca clara do nosso nível civilizacional e por este motivo o PAN junta-se, aos cidadãos do Porto, por um melhor tratamento dos animais na cidade”, indicou o partido em comunicado.
Várias das pessoas que se deslocaram até à Câmara do Porto empunhavam cartazes e sinais, nos quais se podiam ler mensagens como “Canil do Porto = Campo de concentração” ou “Queremos mais condições, queremos um canil digno e ético”.
A circular pelos presentes estava também um manifesto pelos animais do canil do Porto, que reclamava a criação de “um Centro de Recolha Oficial de Animais que seja um autêntico Centro de Bem-estar Animal”.
A autarquia acrescentou ainda que “as instalações cumprem os requisitos existentes noutros concelhos e na lei, apesar de a Câmara Municipal do Porto reconhecer a antiguidade das instalações e pretender substituí-las ou melhorá-las”.

PUBLICIDADE - CONTINUE A LEITURA A SEGUIR

PUB
Pingo Doce- Revista Sabe Bem