PUB
Pingo Doce- Revista Sabe Bem

Cândida Almeida fala sobre Justiça no Clube de Pensadores

“A ideia que passa para o comum dos cidadãos é que nem todos são iguais perante a lei. Ninguém pode ser privilegiado, beneficiado ou isento de qualquer dever só porque exerceu um cargo político ou público ou porque tem dinheiro”, refere Joaquim Jorge, salientando que a “gestão da responsabilidade pelos atos de carácter público está inscrita nas origens da democracia”, onde “erradamente” prevalece a ideia que o único veredito das decisões públicas reside no sufrágio eleitoral. Para o fundador do CdP, os meios de prova em tribunal “deveriam ser todos validados quando está em causa um grande crime de corrupção, dinheiros públicos, tráfico de influências ou fraude fiscal”. A morosidade da justiça é outro dos temas a ser debatido na presença de Cândida Almeida, em mais uma sessão do Clube de Pensadores, que terá lugar no Hotel Holliday Inn, em Gaia.

PUBLICIDADE - CONTINUE A LEITURA A SEGUIR
PUBLICIDADE

PUB
PD-Bairro Feliz