Philips

Campus Paulo Cunha e Silva anuncia vencedores dos programas de residências

Campus Paulo Cunha e Silva anuncia vencedores dos programas de residências

Os programas de residências “artísticas e técnicas” e o programa “Reclamar Tempo — Pesquisa e Investigação Artística” já têm os projetos vencedores apurados. No total, foram selecionados 37 projetos, 26 dos quais respeitantes ao programa de residências artísticas, três às técnicas e oito ao programa de pesquisa e investigação.

“Foram selecionadas 26 residências artísticas, três técnicas e oito propostas no âmbito do programa de pesquisa e investigação, de um total de 150 candidaturas submetidas e avaliadas por um júri para o efeito”, revelou a empresa municipal Ágora.

AMANDA, Bruno Bandolino, Calote Esférica Associação Cultural, Camilla Morello,, Carina Ferrão, Common Ground – Associação Cultural, Daniel Moreira e Rita Castro Neves, Diana de Sousa, Eva Azevedo, Frenesim, InterStruct Collective, João Reis Moreira, Má-Criação Associação Cultural, Mafalda Lencastre, Miguel Bonneville Paulo Pinto, Plataforma285, Raquel S. | Noitarder, Rita Barbosa, Romeu Costa, Roxana Ionesco, Sara Anjo, Sekoia – Artes Performativas, Telma João Santos, Teresa Fabião e Xana Novais foram os artistas selecionados no âmbito do programa para residências artísticas, que pretende apoiar “criadores ou coletivos artísticos residentes em Portugal, com especial enfoque na região Norte”.

No programa das residências técnicas, destacaram-se António Torres, Carminda Soares e Paulo Pinto. Neste, os criadores podem reservar três períodos para explorar as questões técnicas, que decorrem no Teatro Campo Alegre.

Por sua vez, a segunda edição do programa “Reclamar Tempo – Pesquisa e Investigação Artística”, criado pelo Teatro Municipal do Porto, como forma de incentivo ao trabalho de investigação de artistas em contexto de pandemia, premiou Manuel Tur, Maria Inês Marques, Maria R. Soares, Pedro Magalhães, Raquel S. | Noitarder, Tânia Dinis, Tiago Araújo e Tiago Jácome.

Aos projetos vencedores, será “atribuído um valor total e individual de três mil euros para um período de aproximadamente seis meses, nos seus próprios espaços”.

No início do próximo ano, os programas de residências do Campus Paulo Cunha e Silva devem abrir novas candidaturas.

PUB
 www.pingodoce.pt/campanhas/sabor-do-mes/?utm_source=vivaporto&utm_medium=banner&utm_term=banner&utm_content=092022-bifedeatum&utm_campaign=sabordomes