CMPorto

Campeonato do Mundo de Vela disputa-se na Frente Atlântica do Porto de 5 a 12 de maio

Campeonato do Mundo de Vela disputa-se na Frente Atlântica do Porto de 5 a 12 de maio

O título de campeão do mundo da classe Finn, bem como as últimas duas vagas de qualificação (europeia e africana) para os Jogos Olímpicos de Tóquio, será definido na Porto 2021 Finn Gold Cup, prova que será disputada ao largo das praias do Porto, Matosinhos e Vila Nova de Gaia, de 5 a 12 de maio.

A Porto Finn Gold Cup é o terceiro evento internacional de vela organizado organizado pela BB Douro e a Douro Marina em conjunto com a Frente Atlântica do Porto, entidade que congrega os municípios de Porto, Matosinhos e de Vila Nova de Gaia.

A prova irá definir o campeão do mundo da classe Finn e decidir a última vaga europeia e a vaga africana para os Jogos Olímpicos de Tóquio, que decorrerão de 23 de julho a 8 de agosto.

Na Frente Atlântica do Porto são esperados 80 velejadores, de 33 nacionalidades, acompanhados por 50 treinadores.

Na luta pela vaga europeia vão estar envolvidas 15 seleções, entre as quais as favoritas Croácia, França, Espanha, Polónia e Suíça. Portugal estará representado por quatro velejadores: Vasco Pereira, Jorge Pinheiro de Melo, Nuno Espírito Santo e Filipe Silva, todos dos Clube Naval de Cascais.

África do Sul, Namíbia e Tunísia são os candidatos à vaga africana, “numa classe que tem os dias contados no programa olímpico de vela, pois já não estará presente nos Jogos de 2024”, explica a Câmara de Matosinhos.

A prova terá lugar em dois campos de regatas: o campo norte, em frente às praias do Porto e de Matosinhos, e o campo sul, ao largo das praias de Vila Nova de Gaia.

A organização estima que o “impacto económico direto” da Porto 2021 Finn Gold Cup seja de 750 mil euros.

“Num momento em que enfrentamos tantas adversidades, conseguirmos promover esta prova é também uma mensagem de confiança e esperança no futuro. É um sinal de que há vida além da pandemia”, afirmou Luísa Salgueiro, presidente da Câmara Municipal de Matosinhos, na apresentação da prova.

Já Rui Moreira, presidente da Câmara do Porto, salientou que a “vela é um desporto de futuro, por não ser poluente, por ser um desporto amador e por ser, também, uma experiência de vida para os mais jovens. De resto, esta prova só vem confirmar a nossa região como um destino internacional de excelência para a vela”. 

José Guilherme Aguiar, vereador do Desporto da Câmara Municipal de Vila Nova de Gaia, lembrou que “as competições de vela têm sido um enorme êxito organizativo, sendo que foi precisamente pela vela que começámos este projeto conjunto da Frente Atlântica. É uma parceria que tem resultado em cheio no desporto”.

De referir que a prova será vedada ao público, sendo que “os participantes vão estar sujeitos a um plano de contingência específico, de acordo com todas as normas recomendas pela Direção-Geral da Saúde”, adianta a autarquia de Matosinhos.

Foto: Robert Deaves | Finn Gold Cup

PUB
www.pingodoce.pt/pingodoce-institucional/revista-sabe-bem/gastronomia-dos-acores-e-madeira-na-sabe-bem-de-outono/?utm_source=vivaporto&utm_medium=banner&utm_term=banner&utm_content=240921-ta5&utm_campaign=sabebem63

Viva! no Instagram. Siga-nos.