Recheio

Câmara do Porto recebeu 225 candidaturas à Linha de Emergência às Associações

Câmara do Porto recebeu 225 candidaturas à Linha de Emergência às Associações

Durante o processo de candidaturas à Linha de Apoio de Emergência às Associações do Porto, que decorreu em março, a Câmara Municipal recebeu um total de 225 candidaturas, foi esta quarta-feira revelado. 

De acordo com a Agência Lusa, que teve acesso à proposta, a autarquia irá apoiar 216 entidades. A medida só será, contudo, decidida na reunião do executivo da próxima segunda-feira. 

Note-se que a Linha de Apoio de Emergência às Associações do Porto pretende ajudar o movimento associativo portuense a ultrapassar as várias dificuldades inerentes à pandemia de covid-19.  

Nesta edição, a autarquia liderada por Rui Moreira propôs um aumento da verba afeta ao programa, que passou dos 150 mil euros, na primeira edição, para 216 mil euros. O reforço de 50 mil euros já havia sido definido, de forma a “mitigar as dificuldades de tesouraria que as associações enfrentam devido à pandemia”, sendo depois proposto um aumento de 16 mil euros. 

“Face à excecionalidade do momento que vivemos muitas das associações confrontam-se com graves dificuldades de tesouraria para solver os compromissos com despesas correntes, dado que muitas se viram a uma paragem e encerramento forçados, aos quais importa dar uma resposta e apoiar”, indicava a proposta do autarca, aprovada, por unanimidade, a 8 de fevereiro. 

De acordo com a informação avançada, as candidaturas selecionadas dividem-se pelas “áreas da animação, educação, cultura, desporto, juventude, área social, feiras e mercados e associações de moradores”. A cada entidade foi atribuído um valor máximo de mil euros. 

PUB
www.pingodoce.pt/pingodoce-institucional/revista-sabe-bem/sabe-bem-ha-10-anos-a-mesa-consigo/?utm_source=vivaporto&utm_medium=banner&utm_term=banner&utm_content=100521-ta5&utm_campaign=sabebem61

Viva! no Instagram. Siga-nos.