Sogrape

Câmara do Porto quer ceder terreno para nova sede da Liga Portuguesa de Futebol

Câmara do Porto quer ceder terreno para nova sede da Liga Portuguesa de Futebol

O novo edifício da Liga Portuguesa de Futebol deverá ser construído em Ramalde. As novas instalações vão incluir um pavilhão desportivo, com equipamentos de tecnologia avançada, para o desenvolvimento da performance do jogador de futebol.

A Câmara Municipal do Porto vota, na próxima segunda-feira, uma proposta para ceder à Liga Portuguesa de Futebol Profissional (LPFP) um terreno para construção de uma nova sede, em Ramalde, já que a entidade vai ter de deixar as atuais instalações, inauguradas em 1999, na Rua da Constituição, entregando o imóvel à autarquia.

Em troca, a Câmara do Porto cederá uma parcela de terreno de que é proprietária, localizada na Rua de John Whitehead, em Ramalde, para a construção da nova sede do organismo.

A permuta de imóveis resulta num saldo de 241 mil euros a favor do município, valor que se constituirá em apoio a atribuir pela autarquia à LPFP.

O prazo para a realização da obra da nova sede da LPFP é de três anos, sendo que as novas instalações vão “incluir um pavilhão desportivo, com equipamentos de tecnologia avançada, para o desenvolvimento da performance do jogador de futebol: velocidade, finalização, potência, aceleração, técnica individual, entre outros”, indica o portal de notícias da autarquia.

O espaço vai permitir ainda, entre outros, a realização de eventos de elevada notoriedade para o Porto, como sorteios, galas de fim de época ou cimeiras, “promovendo e posicionando a cidade ao nível nacional e internacional”.

Tendo em conta a vertente pedagógica do projeto, a proposta, assinada pelo presidente da Câmara do Porto, Rui Moreira, prevê ainda a celebração de um contrato-programa de desenvolvimento desportivo.

Reconhecendo a importância do projeto da LPFP “para o futebol em geral, mas também para a cidade do Porto que mantém um equipamento totalmente renovado e com acrescidas valências”, a proposta a votar segunda-feira pelo Executivo Municipal prevê ainda que a autarquia assuma, adicionalmente, a responsabilidade de executar o prolongamento da Rua de John Whitehead até à Rua do Padre Diamantino Gomes.

De referir que a proposta terá de ser ratificada pela Assembleia Municipal do Porto.

PUB
www.pingodoce.pt/campanhas/sabor-do-mes/?utm_source=cm&utm_medium=banner&utm_term=leaderboardmobile&utm_content=carne&utm_campaign=sabordomes