CIN - Branco Perfeito

Câmara do Porto adquire novas obras para a Coleção Municipal de Arte

Câmara do Porto adquire novas obras para a Coleção Municipal de Arte

A Coleção Municipal de Arte do Porto acaba de receber 15 novas obras de artista da cidade, que se juntam às 65 já adquiridas, no âmbito do projeto “Aquisições”, promovido pela Câmara Municipal do Porto. 

O Comité de Seleção, composto por Eduardo Neves, João Sousa Cardoso e Pedro de LIano, selecionou as obras“Perdição” de António Lago; “Fetischismus I” de Carla Castiajo; “Gentrifornication” de Carla Filipe; “Livro de artistas – Baixela” do Colectivo Rua do Sol; “Desgastar em Pedra #4” de Dalila Gonçalves; “Knife and Wound” de Filipe Marques; “Slow Violence” de Hugo Almeida Pinho; “Câmbio de 20 moedas da J.O. Câmbios + oferta de 20 flyers informativos” de José Oliveira; “alheava _ a maresia do nome” de Manuel Santos; “Domesticar há milénios” de Mariana Caló e Francisco Queimadela; “Almodovar” de Mariana, a miserável; “Sermão de Santo António a São João” de Nuno Ramalho; “A terra é azul como uma laranja” de Rita Senra; “ARCO DA VELHA” de Tânia Dinis; e “UM JARDIM À NOITE (II)” de Tiago Madaleno, depois de avaliar 145 propostas. 

Segundo adianta a autarquia portuense, as obras em causa destacaram-se devido ao “valor artístico, concetual e crítico”. A seleção teve em conta “o diálogo com o panorama artístico contemporâneo, a abrangência de práticas artísticas e o seu enquadramento no domínio das artes visuais”, além da “representatividade de género e geracional”.  

Além destes critérios, o Comité decidiu, ainda, “não propor, como critério dominante, a aquisição de obras a artistas representados nas galerias da cidade” assim como “a aquisição de obras a artistas já representados na Coleção Municipal de Arte considerando que, no atual momento, esta ainda não representa, de forma significativa, a multiplicidade de artistas/obras/práticas existentes no contexto deste programa”. 

O projeto contou, este ano, com um orçamento reforçado de 50 mil euros. 

De referir que das 65 obras de arte contemporânea já adquiridas pelo município, 21 correspondem à modalidade de compra direta a artistas e 44 à compra a nove galerias comerciais da cidade. 

Todas as obras adquiridas estão disponíveis para consulta na plataforma Pláka.

Foto: António Lago

PUB
www.pingodoce.pt/pingodoce-institucional/revista-sabe-bem/sabe-bem-poupar-todos-os-dias/?utm_source=vivaporto&utm_medium=banner&utm_term=banner&utm_content=27012023-edicao71utm_campaign=sabebem