PUB
Recheio 2024 Profissional

Autores de vários países em livro que reverte para causa da paralisia cerebral

PUBLICIDADE - CONTINUE A LEITURA A SEGUIR
“Crónicas do Bar dos Canalhas” é esta a obra coordenada por Eduardo Águaboa, cujos direitos de autor revertem a favor da Associação do Porto de Paralisia Cerebral (APPC). E mais, o projeto é fruto de autores de vários países que uniram-se em nome de uma causa nobre.

O livro, que segundo a Lusa reúne textos que chegam de destinos como Lisboa, Luanda, Benguela, São Paulo, Paris, Bombaim, Atenas, Luxemburgo, Dusseldorf, Stade ou Bahia, é apresentado sexta-feira, pelas 21h, na Villa Urbana, um equipamento da APPC que junta várias valências em Valbom, concelho de Gondomar, distrito do Porto.
“Ficamos muito satisfeitos com todas as iniciativas e com esta em particular também. É uma forma da APPC ter ligação à sociedade e divulgar a sua causa e a área da deficiência. É também uma forma de prosseguirmos os nossos projetos”, refere o presidente da APPC, João Cottim Oliveira.
Já o coordenador da obra, Eduardo Águaboa, contou que já realizou outras obras cujos direitos foram para organizações de solidariedade, justificando que as causas o “apaixonam”: “E não foi difícil reunir os amigos, escolher um tema, e traçar este objetivo. Foi divertido e a causa é nobre”, apontou.
Sobre “Crónicas do Bar dos Canalhas”, o jornalista Nuno Saraiva Santos avisa no prefácio que não se deve esperar “encontrar um travão nas palavras, despidas de preconceitos, provocadoras e muitas vezes a aguçar pensamentos mais, digamos, palpitantes”.
Na sexta-feira, a apresentação do livro contará com um momento musical pela banda “appSound” da APPC, instituição que disponibiliza várias valências ligadas à deficiência, incluindo residências que procuram a autonomia das pessoas com paralisia cerebral.

PUBLICIDADE - CONTINUE A LEITURA A SEGUIR

PUB
Pingo Doce- Revista Sabe Bem