Philips

A.N.T.Í.G.O.N.A.: o movimento artístico do TEP estreia-se no TeCA

A.N.T.Í.G.O.N.A.: o movimento artístico do TEP estreia-se no TeCA

O Teatro Carlos Alberto (TeCA) recebe esta quarta-feira, 16 de setembro, o espetáculo A.N.T.Í.G.O.N.A, escrito por Gonçalo Amorim, diretor artistico do Teatro Experimental do Porto, que conta a história de “um coletivo de ativistas multidisciplinar que conseguiu acabar com o capitalismo”. 

O espetáculo baseia-se no imenso material escrito sobre a peça de Sófocles – entre outros, os textos de George Steiner, Judith Butler, Slavoj Žižek e María Zambrano, mas também os de Sara Uribe, Eduarda Dionísio, Júlio Dantas, Jean Anouilh ou António Pedro.  

Em 2019, através de uma residência artística, a Gonçalo Amorim juntou-se um grupo multifacetado de artistas que fez uma “análise artística e política a partir deste vasto reportório”, nascendo assim A.N.T.Í.G.O.N.A, explicam os promotores, em comunicado enviado à VIVA!. 

“Numa altura em se eleva uma nova vaga feminista e a democracia, a justiça e os direitos humanos geram manifestações por todo o mundo, procurando vencer poderes enraizados e patriarcais, evocar Antígona é transportar o público para uma história de resistência”, assinalam ainda, adiantando que, através de um novo olhar e com um cunho polissémico, o espetáculo explora de forma ampla a problematização destes temas, em busca da “força hereditária do derrotado”. 

“Resgaturgia e transdeleitura” são os dois termos utilizados por Gonçalo Amorim para caracterizar o espetáculo, coproduzido pelo TEP e pelo Teatro Nacional São João (TNSJ), que será complementado com um espaço expositivo. “Construindo-se a partir de diferentes abordagens, de 11 cocriadores do espetáculo, a exposição leva os visitantes por registos de sound art, perfinst, imagem-movimento e instalação”. 

O espetáculo vai estar em cena a partir desta quarta-feira, 16 de setembro, e até ao próximo sábado, no Teatro Carlos Alberto (TeCA). Durante a semana o espetáculo realiza-se às 21h00 e no sábado às 19h00. 

Importante referir ainda que na sexta-feira a récita será complementada com uma conversa informal, orientada por Jorge Louraço Figueira. Já no dia seguinte, o espetáculo vai contar com tradução simultânea em Língua Gestual Portuguesa. 

O preço dos bilhetes é de 10 euros. 

PUB
Pingo Doce Sabe Bem

Viva! no Instagram. Siga-nos.