PUB
Recheio 2024 Profissional

Dos 30 radares rodoviários instalados, apenas 21 funcionam

Dos 30 radares rodoviários instalados, apenas 21 funcionam
Há um ano que o Sistema Nacional de Controlo de Velocidade deveria fiscalizar 50 locais tidos como críticos, mas mais de metade está sem vigilância, já que apenas 21 dos 30 radares instalados estão operacionais.

PUBLICIDADE - CONTINUE A LEITURA A SEGUIR

O primeiro dos 30 radares do Sistema Nacional de Controlo de Velocidade (SINCRO) entrou em funcionamento a 06 de julho de 2016 e foi instalado na autoestrada A5, que liga Lisboa e Cascais. Na altura, o Governo previa que este sistema estivesse a funcionar em pleno em janeiro deste ano.
No entanto, um ano após a instalação do primeiro, apenas estão a funcionar 21 radares, revelou à Lusa a Autoridade Nacional de Segurança Rodoviária (ANSR).
O SINCRO é o sistema para deteção automática da infração de excesso de velocidade, sendo composto por 30 radares móveis instalados em 50 locais considerados críticos.
De acordo com a agência Lusa, atualmente todas as cabines (50) estão instaladas nos respetivos locais de controlo de velocidade, o mesmo acontecendo com os 30 radares.
No entanto, segundo a ANSR, alguns destes locais de controlo de velocidade “estão ainda em fase de ligação à rede elétrica de baixa tensão”.
Segundo a Segurança Rodoviária, estão em estado operacional 21 locais de controlo de velocidade, sendo estes que estão equipados e em funcionamento.
A ANSR não avançou o número de infrações registadas pelo sistema durante o primeiro ano de atividade.
Na passada segunda-feira, o secretário de Estado da Administração Interna, Jorge Gomes, disse que o sistema deve estar a funcionar em pleno no final deste mês. O responsável adiantou que as 50 caixas estão instaladas, faltando “a instalação elétrica” em algumas delas.
Os 30 radares de controlo de velocidade não são fixos, funcionando num sistema rotativo previamente definido, nas 50 cabines, sendo a sua instalação aleatória e os condutores são informados da sua presença através de um sinal de trânsito.

PUBLICIDADE - CONTINUE A LEITURA A SEGUIR

PUB
Pingo Doce- Revista Sabe Bem