PUB
Recheio 2024 Profissional

150.º aniversário do nascimento de Aurélia de Sousa comemorado com exposição

150.º  aniversário do nascimento de Aurélia de Sousa comemorado com exposição
O Museu da Quinta de Santiago, em Leça da Palmeira, e a Casa Museu Marta Ortigão Sampaio, no Porto, inauguram, simultaneamente, na próxima segunda-feira, uma exposição que recordará a obra daquela que é uma das pintoras portuguesas mais importantes de sempre. “Aurélia, mulher artista” assinala assim os 150 anos após o nascimento de Aurélia de Sousa.

PUBLICIDADE - CONTINUE A LEITURA A SEGUIR

A mostra é uma parceria entre as câmaras municipais do Porto e de Matosinhos, e é comissariada por Filipa Lowndes Vicente, estando patente até ao dia 30 de outubro.
A obra pictórica e fotográfica de Aurélia de Sousa será mostrada nos dois núcleos temáticos: no Porto privilegia-se a figura humana, os retratos e autorretratos, as cenas familiares e de rua.
Já em Matosinhos poderão ser vistas as obras dedicadas à natureza, nomeadamente as naturezas mortas e as paisagens. Uma abordagem histórica da artista e do seu contexto de vida constitui o elo comum a ambos os espaços, reforçando a identidade portuense de Aurélia de Sousa, mas também o estatuto de artista nacional e internacional, inserida numa historiografia cada vez mais atenta às muitas mulheres que, em todo o mundo, se dedicaram profissionalmente à pintura na transição do século XIX para o XX.
Para Filipa Lowndes Vicente, “Aurélia de Sousa foi uma pintora e fotógrafa que, tal como tantos outros artistas, viveu e estudou em Paris em finais do século XIX. Mas foi também uma artista que trabalhou num contexto histórico em que ser mulher ou ser homem tinha implicações muito distintas na construção de uma carreira artística: dos lugares onde se podia estudar aos círculos que se podia frequentar; dos modos como a crítica de arte julgava o trabalho à perceção negativa que estava quase sempre associada à ‘mulher-artista’, situada na fronteira pouco definida entre amadorismo e profissionalização”.
Falecida no Porto em 1922, Aurélia de Sousa iniciou o seu percurso artístico na Academia de Belas-Artes portuense, tendo feito a sua primeira exposição em Paris. Regressou a Portugal em 1901, onde produziu uma pintura influenciada pelos estilos mais inovadores do seu tempo, do naturalismo ao pós-impressionismo.

PUBLICIDADE - CONTINUE A LEITURA A SEGUIR

PUB
PD- Literarura Infantil